• Paraíso17

Aliados de Gilberto comemoram parecer e aguardam decisão do TRE

Procuradoria Regional Eleitoral se manifestou favorável à defesa apresentada pelos advogados do prefeito de Nova Andradina; caso segue para análise dos desembargadores
Da Redação / Imagens: Jornal da Nova/Arquivo
29/05/2017 13h00
Vice-prefeito Nenão e prefeito Gilberto Garcia / Imagens: Jornal da Nova/Arquivo

Minutos após o Jornal da Nova divulgar em primeira mão o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral, o prefeito de Nova Andradina, Gilberto Garcia (PR), seu vice Nenão (PMDB) e, principalmente, seus aliados comemoraram a manifestação favorável à defesa apresentada pelos advogados do chefe do Executivo municipal.

 

Você leu isso?

>> Procuradoria Regional Eleitoral dá parecer à defesa de Gilberto Garcia

>> Valeriano Fontoura reforça defesa de Gilberto e Nenão
>> Primeiro semestre promete definir futuro político de prefeito, vice e vereador

>> Defesa de Gilberto Garcia e Nenão entra nesta quinta com recurso no TRE

>> Partidos políticos já se movimentam em Nova Andradina

>> ''Respeitamos, mas não concordamos'', diz Gilberto Garcia, sobre a decisão da Justiça Eleitoral

>> Advogado explica processo de cassação de Gilberto e Nenão

>> Justiça anula eleições e Gilberto e Nenão são cassados

>> MPE pede cassação de Gilberto e Nenão por abuso de poder

 

O recurso cujo a Procuradoria se mostrou favorável foi apresentado pelos advogados de defesa de Gilberto Garcia, logo depois de recorrerem da decisão da Justiça que condenou, em primeira instância, prefeito e vice por crime eleitoral, além do afastamento dos respectivos cargos e da inelegibilidade de ambos por oito anos.

 

Com isso, todos aguardam para os próximos dias a sentença definitiva pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

 

O parecer da Procuradoria é apenas uma manifestação do órgão a respeito do assunto e se constitui como uma das etapas internas por onde passa o processo antes de ser jugado pelos desembargadores.

 

Caso o TRE acate o parecer da Procuradoria, Gilberto e Nenão irão prosseguir normalmente com os seus respectivos mandatos.

 

Já diante de um entendimento diferente por parte dos desembargadores, em caso de condenação, Nova Andradina deverá ter novas eleições.






VEJA MAIS