• Paraíso17

Preso na ''Judas Iscariotes'' articulava matar Promotor em Primavera

Bruninho é um jovem de alta periculosidade no crime, aponta as investigações
Da Redação / Imagens: Divulgação
25/09/2017 07h49
Bruno Aparecido Pereira dos Santos de 22 anos, vulgo Bruninho / Imagens: Divulgação

Dentro da operação “Judas Iscariotes” deflagrada no último sábado (23), em Primavera e Rosana (SP), a 75 km de Nova Andradina, foi preso Bruno Aparecido Pereira dos Santos de 22 anos, vulgo Bruninho, um dos envolvidos no tráfico de drogas, que articulava matar promotor de Justiça, Renato Queiroz de Lima, que atua em Rosana (SP).

 

Leia também

>> Membros de quadrilha presa tinha esquema de tráfico em Nova Andradina e Anaurilândia

>> Quadrilha que comandava o tráfico de drogas em Primavera e Rosana é desarticulada

 

Segundo aponta as investigações, que, além de Bruno – a operação levou mais de 22 pessoas presas, entre elas uma mulher e dois adolescentes apreendidos –, ele havia sido preso recentemente e, ao sair, passou a pedir dinheiro às pessoas a fim de adquirir um revólver, alegava ter muitos inimigos em Primavera.

 

Devido sua vida voltada ao crime, principalmente com o tráfico de drogas, Bruno criou inimigos e havia avistado o Promotor de Justiça, onde dizia que acertaria ele fácil. Numa roda de amigos que estavam churrasqueando, voltou a mencionar que o Promotor dava muito mole pelas ruas e que seria muito fácil matar.

 

Ainda segundo as investigações, Bruninho é contato de Thiago Mistrão, vulgo “Italiano” ou “Xerife”, pessoa integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), condenado pela participação do homicídio de um policial civil em Rosana, e outros crimes violentos.

 

Leia também

>> Após perseguição, PM de Nova Andradina prende homem condenado a 18 anos por homicídio 

 

Ele foi preso dia 28 de abril de 2015 em Nova Andradina pela Polícia Militar, após perseguição. Ele foi preso no bairro Durval Andrade Filho [Morado do Sol]. Na época, a PM realizava patrulhamento pelo bairro, quando se deparou com uma moto Honda/CG de cor vermelha, conduzida por um rapaz, tendo como garupa uma jovem. Ao dar ordem de parada, o condutor não acatou e saiu em alta velocidade, sendo acompanhado por duas viaturas, que o interceptou na rua Jacob Mengon Thomas com a rua Luiz Antônio da Silva.

 

Ao ser solicitado a documentação da moto e pessoal, o condutor disse que não tinha e se identificou como “Alex Mistrão”. A moto, uma Honda/CG 150, com placa HSL-5255 de Nova Andradina, estava com o lacre rompido. O casal, mais a motocicleta foram levados para a Delegacia de Polícia.

Tiago Mistrão está preso em Dourados - Foto: Arquivo/Jornal da Nova/28-4-2015

Em checagem ao banco de dados, com apoio da Polícia Civil, descobriu-se que a verdadeira identidade de Alex, era Tiago Mistrão de 29 anos, o qual havia um mandado de prisão expedido pela Vara de Execuções Penais de Araçatuba (SP), onde foi condenado a 18 anos por homicídio.

 

Segundo a polícia, Thiago Mistrão, mesmo preso na PED (Penitenciária Estadual de Dourados), continua a comandar o tráfico de drogas em Rosana.

 

A apuração dos fatos e investigações foi realizada em parceria entre a Polícia Civil e MPE (Ministério Público Estadual), com apoio da Polícia Militar e da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo).

 

A operação levou nome de “Judas Iscariotes” porque um dos envolvidos virou evangélico e resolveu trair o grupo criminoso.






VEJA MAIS