• Paraíso17

Odilon deixa a magistratura para tentar ser governador ou senador

Depois de por barãos do narcotráfico na cadeia, juiz aposentado enfrentará desafio da política
Da Redação / Imagens: Arquivo/Jornal da Nova
11/10/2017 14h00
Odilon pediu tempo para pensar em qual partido irá se filiar e não descarta disputar o governo / Imagens: Arquivo/Jornal da Nova

Depois de ganhar projeção nacional e internacional por colocar na cadeia barões do narcotráfico, o juiz federal Odilon de Oliveira pendurou a toga para enfrentar outro desafio: a política. Ele sabe que estará pisando num campo desconhecido e minado. Mas está confiante. Ele está sendo sondado por vários partidos para concorrer ao governo do Estado ou a senador nas eleições de 2018. 

 

Ele está sendo incentivado pelo deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT) a desafiar o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e o ex-governador André Puccinelli (PMDB) na sucessão estadual. Ele não descarta essa hipótese. Mas a sua preferência seria concorrer a uma vaga de senador. “Se é para eu escolher, minha preferência é o Senado”, afirmou.

 

Odilon não confirmou a sua filiação ao PDT. Mas sinalizou ser este o caminho para iniciar a sua jornada política em Mato Grosso do Sul. Ele tem conversado bastante com Dagoberto e tem o seu filho, vereador Odilon Jr, na presidência do partido em Campo Grande. Com Correio do Estado






VEJA MAIS