• Paraíso17

Gilberto define metas da gestão para os próximos anos em entrevista ao Jornal da Nova

Ampliar cobertura de redes de esgoto, iniciar operações do aterro sanitário e implantar sistema de tratamento do lixo estão entre as prioridades
Da Redação / Imagens: Jornal da Nova
12/01/2018 19h00
Prefeito Gilberto Garcia / Imagens: Jornal da Nova

Em entrevista ao Jornal da Nova, o prefeito Gilberto Garcia (PR) ressaltou algumas metas da atual gestão para os próximos anos. Entre elas estão o alcance de, no mínimo, 85% de redes de esgoto, a operacionalização do aterro sanitário e a implantação de sistema para o tratamento do lixo. 

 

Leia também

>> Governo de Gilberto Garcia é aprovado por 52% da população, diz pesquisa

 

“Vamos colocar o aterro em funcionamento, mas em nenhum lugar do Brasil é possível tratar o lixo sem ter uma fonte de receita. Em Nova Andradina, temos um passivo de 50 anos para ser resolvido. Todo mundo quer esgoto, quer que o asfalto passe em frente de casa, mas para isso, é necessário pagar”, frisou ele em relação à ‘’Taxa do Lixo’’. 

 

Questionado se mantém o posicionamento favorável ao projeto, Gilberto disse que sim. “Houve uma audiência pública, mas ninguém veio. Precisamos tratar desse passivo ambiental e isso custa dinheiro. Mas agora, para aprovar a taxa, vamos ampliar o debate com muitas as audiências, envolvendo as igrejas, as entidades e a população”, comentou. 

 

Saúde, habitação e área rural 
Ao comentar outros assuntos, Gilberto revelou ao Jornal da Nova que, em março, deverá ser anunciado convenio com o Centro Oftalmológico de Bauru (SP), para a realização de um mutirão de consultas. “Atualmente existem mais de mil consultas represadas”, contou o prefeito. 

 

Sobre habitação, o gestor reiterou a meta de construir mil casas até 2020. “Destas, 400 já começam a ser construídas em janeiro. Também vamos retomar o Condomínio do Idoso, para 20 casais, e resgatar uma pequena favela com oito famílias que estão morando de maneira precária”, disse.

 

Já para a área rural, o prefeito destacou a atuação da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Integrando (SEMADI), que, em um ano, viabilizou a regularização de mais de 70% dos assentados do Teijin, garantindo acesso a crédito. A próxima etapa deverá contemplar o Santa Olga. 

 

“Não só a regularização, mas garantindo assistência técnica e cursos, tudo gratuito, para gerar emprego e renda ao homem do campo”, acrescentou Gilberto ao anunciar que também pretende pavimentar 60% de Nova Casa Verde entre 2018 e 2019, além de levar 100% de asfalto para toda cidade até o fim de seu mandato.






VEJA MAIS