• Paraíso17

Judoca de Itaporã é destaque nos tatames da Europa

Da Redação / Imagens: Divulgação
11/03/2018 14h00
Atleta com Sensei / Imagens: Divulgação

Mesmo sem conseguir obter qualquer patrocínio do empresariado local, a atleta Chrislayne Almeida Alencar viajou acompanhada da Sensei Kely Yada Garcia, para representar o Brasil no Cadet European Judo Cup Zagreb-Croácia 2018, e desta vez mostraram ao mundo o valor do Judô de Itaporã.

 

A competição organizada pela Federação Europeia de Judô tem a chancela da Federação Internacional de Judô, e reuniu neste final de semana em Zagreb capital da Croácia os melhores atletas de Judô de 15 a 17 anos de todo o mundo.

 

Apesar de não ser técnica oficial convocada pela Confederação Brasileira de Judô, a Sensei Kely fez questão de viajar para o velho continente para acompanhar sua pupila, nesta que foi sua primeira experiência em tatames estrangeiros.

 

Além de Chrislayne no Super Ligeiro -40 kg, também competiram neste 10 de março, primeiro dia de competições as judocas Sul-mato-grossenses Letícia no – 44kg, e Alexia – 48, no entanto o destaque ficou por conta da pequena Campeã da Associação Yada de Judô de ITAPORàque conquistou o terceiro lugar e a medalha de bronze ao vencer a atleta Italiana por Ippon, que é o golpe perfeito aos 06 segundos de luta.

 

Chrislayne Almeida Alencar, á atleta da Associação Yada de Judô de Itaporã, e aproximadamente seis anos é aluna da Sensei Kely Yada, com quem aprendeu tudo sobre o esporte, e graças ao talento da atleta, qualidade dos treinos, e muita dedicação Chrislayne vem conseguindo destaque no esporte, sendo hoje a atleta líder do Ranking Brasileiro sub 18 categoria Super Ligeiro – 40kg, o lhe rendeu a vaga na Seleção Brasileira Juvenil para a competição na Croácia, e ainda mais duas competições na Europa nos meses de Abril e maio, e ainda neste mês de março a atleta disputará a Seletiva nacional da Gymnasiade 2018 (mundial Escolar) que acontecerá no Marrocos em junho deste ano.

Segundo Chrislayne a presença da Sensei Kely fez toda a diferença na conquista da medalha, dando-lhe tranquilidade e foco nas lutas, desta forma a atleta não sentiu o fato de ser a primeira vez longe de seu país e as dificuldades da língua e alimentação, no entanto sabe que terá ainda que se dedicar muito para conseguir se manter no alto rendimento.

 

Por sua Vez a Sensei Kely Yada disse estar muito feliz com o resultado de sua atleta, afirmando que uma conquista como esta  reafirma que o Judô de Itaporã está entre os melhores do MS, e o Judô de Mato Grosso do Sul encontra-se em pé de igualdade com grandes centros do judô nacional.






VEJA MAIS