• Paraíso17

Nova Andradina tem surto de conjuntivite

Secretaria Municipal de Saúde divulga nota sobre a Conjuntivite
Cogecom / Imagens: Arquivo/ABr
13/03/2018 11h40

Nova Andradina, assim como o Estado do Mato Grosso do Sul, está sofrendo um surto de Conjuntivite. Sendo assim, a Vigilância Epidemiológica vem alertar sobre a forma de contagio e fazer algumas recomendações para prevenir novos casos.

 

Conjuntivite é a inflamação da conjuntiva, membrana transparente e fina que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos olhos) e o interior das pálpebras. Em geral, ataca os dois olhos, pode durar de uma semana até 15 dias e não costuma deixar sequelas.

 

Causas

A conjuntivite pode ser causada por reações alérgicas e por vírus ou bactérias. A conjuntivite pode ser extremamente contagiosa, sendo transmitida pelo contato com as secreções oculares da pessoa infectada.

 

Sintomas

  • Olhos vermelhos e lacrimejantes;
  • Pálpebras inchadas;
  • Secreções ou crostas ao redor dos olhos;
  • Sensação de areia ou de ciscos nos olhos;

 

Como é a propagação:

Por contato com a pele (apertos de mão ou abraços).

Por toque em uma superfície contaminada (cobertor ou maçaneta).

 

Recomendações

  • Evite aglomerações;
  • Lave com frequência o rosto e as mãos uma vez que estas são veículos importantes para a transmissão de microrganismos patogênicos;
  • Não coce os olhos;
  • Aumente a frequência com que troca as toalhas do banheiro ou use toalhas de papel para enxugar o rosto e as mãos;
  • Troque as fronhas dos travesseiros diariamente enquanto perdurar a crise;
  • Não compartilhe o uso de esponjas, rímel, delineadores ou de qualquer outro produto de beleza.

 

Tratamento

Lave os olhos e faça compressas com água gelada, que deve ser filtrada e fervida, ou com soro fisiológico.

 

Para a conjuntivite viral não existem medicamentos específicos. Cuidados especiais com a higiene ajudam a controlar o contágio e a evolução da doença. Acima de tudo, não se automedique. A indicação de qualquer remédio só pode ser feita por um médico. Alguns colírios são altamente contraindicados porque podem provocar sérias complicações e agravar o quadro.






VEJA MAIS