• Paraíso17

Setor de aves e suínos perdeu mais de R$ 3 bi com greve, diz associação

Entidade afirma que as 167 unidades que ficaram paradas já retomaram as atividades
G1 / Imagens: Everaldo Santos/TV Globo
06/06/2018 12h00
Aves começaram a morrer em uma granja na Estrada de Aldeia, no Grande Recife / Imagens: Everaldo Santos/TV Globo

A greve dos caminhoneiros provou prejuízos de R$ 3,150 bilhões para o setor de aves e suínos, de acordo com balanço divulgado nesta terça-feira (5) pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

 

Segundo a entidade, as 167 unidades frigoríficas que suspenderam a produção durante a greve retomaram as atividades nesta semana.

 

Ao longo da greve dos caminhoneiros, a ABPA emitiu diversos alertas de que a paralisação estava colocando em risco a sobrevivência de animais por causa dos bloqueios nas estradas. A entidade chegou a afirmar que 1 bilhão de aves e 20 milhões de suínos poderiam morrer.

 

"A reorganização da cadeia produtiva e da distribuição de produtos após a suspensão das atividades durante a greve gerará custos extras ao setor", informou a ABPA por meio de nota. "Em outras palavras, até que se reestabeleça toda a sistemática setorial, ficará mais caro às indústrias produzir cada quilo de carnes e cada unidade de ovo. Haverá a necessidade de aumento da oferta de linhas de crédito para a manutenção da retomada da cadeia agroindustrial", disse a entidade.






VEJA MAIS