• Paraíso17

Indenização milionária da CESP deve salvar municípios do Vale do Ivinhema

Anaurilândia irá ficar com a maior fatia do bolo (R$ 130 milhões); Batayporã receberá R$ 7,9 milhões
Da Redação / Imagens: Jornal da Nova
11/07/2018 14h50
Cidade de Batayporã / Imagens: Jornal da Nova

Uma indenização milionária da CESP deverá salvar parte dos municípios do Vale do Ivinhema. O dinheiro será pago a título de compensação referente aos danos ambientais e sociais causados pela construção da Usina Hidrelétrica de Porto Primavera, na década de 1990.

 

O acordo foi firmado nesta semana pelo Governo de Mato Grosso do Sul, Ministério Público Estadual (MPE) e CESP, assegurando o montante de R$ 760 milhões em indenização, conforme noticiou o site de notícias Campo Grande News

 

Conforme havia sido anunciado, R$ 560 milhões serão repartidos entre o governo estadual, que ficará com R$ 280 milhões. Na região do Vale do Ivinhema, Anaurilância receberá R$ 130 milhões; Bataguassu, R$ 71 milhões; e, Batayporã, R$ 7,9 milhões.

 

A relação de contemplados traz ainda Santa Rita do Pardo, com R$ 71 milhões, além de Três Lagoas e Brasilândia, com R$ 39 milhões cada. 

 

Os R$ 200 milhões a mais, anunciados agora, são referentes às ações ingressadas por empresas e pessoas que alegaram prejuízos por causa dos danos ambientais.






VEJA MAIS