• Paraíso17

Mato Grosso do Sul e 4 estados comprarão gás direto da Bolívia

Empresas de MS, SP, SC, RS e PR estão em ação para adquirir produto
Da Redação / Imagens: Divulgação
10/08/2018 13h20
Ministros da Bolívia estiveram com secretário de MS / Imagens: Divulgação

Após anos de monopólio da Petrobras, cinco concessionárias de distribuição de gás natural canalizado – entre elas, a MSGás – que atuam nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, todas atendidas pelo mesmo gasoduto de transporte (Bolívia-Brasil), vão comprar diretamente 10 milhões de metros cúbicos do produto boliviano. Hoje será lançado edital de chamada internacional para o fornecimento da bioenergia por meio do gasoduto. O objetivo das empresas é buscar condições de mercado mais competitivas e diversificação das fontes supridoras. As empresas participantes são: Companhia Paranaense de Gás (Compagas); Gasbrasiliano Distribuidora (Gasbrasiliano); Companhia de Gás do Estado de Mato Grosso do Sul (MSGás); Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGás); e a Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás).

 

O assunto foi tratado em reunião realizada na quarta-feira entre o governo do Estado, os ministros bolivianos Milton Claros (Obras Públicas) e Luis Alberto Sánchez, (Hidrocarburos), Oscar Barriga, presidente da YPFB (estatal boliviana responsável pelo gás natural), e Clarens Endara (vice-ministro de Comércio Exterior), além dos empresários envolvidos nas operações.

 

Segundo o governador Reinaldo Azambuja, são demandas para atender compradores do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e interior de São Paulo. “O governo convidou a YPFB a participar, pois é fundamental para o nosso Estado que esse gás passe por aqui. Além disso, também queremos negociar o fornecimento de gás para Corumbá, por meio de um ramal que está fora do Gasbol, tanto para a termelétrica já instalada no município quanto para as indústrias da região”, completou o secretário de Produção, Jaime Verruck. Com Correio do Estado






VEJA MAIS