• Paraíso17

Dupla de Bocha masculino é campeã nos Jogos Estaduais da Melhor Idade

No vôlei masculino adaptado, equipe do município ficou com o 4° lugar. Prefeito Gilberto Garcia parabenizou os atletas pela participação na competição
Cogecom / Imagens: João Cláudio/PMNA
25/09/2018 12h30

A dupla de bocha masculino da terceira idade de Nova Andradina foi campeã dos Jogos Estaduais da Melhor Idade, realizados em Jardim, de 18 a 21 de setembro. Já a equipe de vôlei adaptado masculino ficou com o quarto lugar na competição.

 

Nesta fase, as modalidades disputadas foram somente o bocha e o voleibol adaptado, nos naipes masculino e feminino.

 

Gilberto Garcia recepcionou os atletas que representaram o município na tarde desta segunda-feira (24) na sala de reuniões anexa ao gabinete do Paço Municipal. Em meio a um bate papo animado, o prefeito parabenizou os competidores.

 

“Estou vendo que os jogos amistosos, os treinamentos e a dedicação de vocês estão valendo a pena. Isso mostra que nossa melhor idade é ativa e saudavelmente competitiva.  Fico muito feliz e satisfeito que essa turma está se empenhando ao máximo para representar bem nossa cidade. São pessoas que têm serviços prestados por nossa Cidade Sorriso e que nos orgulham todos os dias. Sempre que vou ao Conviver, volto com as energias renovadas”, parabenizou o chefe do executivo municipal.

 

A secretária Julliana Ortega agradeceu o apoio incondicional de Gilberto Garcia aos idosos do Conviver, que hoje somam mais de mil pessoas acima de 60 anos de Nova Andradina e Nova Casa Verde. “É um prefeito muito parceiro, que cuida dos nossos idosos. Estivemos em Jardim durante 4 dias, com o apoio total do governo municipal. Isso sem contar os inúmeros projetos voltados à melhoria da saúde física e mental, das atividades culturais e sociais, enfim, do trabalho em prol da nossa melhor idade”, ressalta a gestora. E elogiou a atuação dos idosos: “Vocês foram gigantes”.

 

A delegação composta por 20 atletas de Nova Andradina contou com incentivo e apoio da Prefeitura de Nova Andradina, por meio da Semcias (Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social) e Centro de Convivência do Idoso Aparecida Mourão (Conviver).

Mostrando o vigor da melhor idade, a dupla vitoriosa formada por Abdias Ferreira e Luiz da Roz falou sobre a participação nesta competição. “Nós fomos vencendo e conquistamos o título invictos. Foi muito gratificante. Nossos treinos são as terças e quintas, mas eu não me contento. Estou indo todos os dias tamanho minha vontade”, conta o professor aposentado Luiz, que há apenas 4 meses frequenta o Conviver.  

 

Sinézio Rocha (o Baiano), que é um dos integrantes da equipe de vôlei adaptado, ressaltou a sua satisfação de representar a cidade e o Conviver nesta modalidade esportiva. “A gente se sente vivo. O Conviver nos proporciona a natação, ginástica, bocha, dominó, damas, sinuca, dança, malha, vôlei e professores especializados que nos orienta e nos dá direção. Só tenho que agradecer a administração municipal pelo apoio e representar o município com toda disposição e vontade, o resultado é consequência disso”, avalia o atleta.

 

E convida os companheiros que ainda não conhecem o Conviver a passarem um dia e ter essa experiência de vida. “Você que está sentado numa cadeira, vivendo de lembranças, sem ter com que ocupar seu tempo vai para o Conviver fazer novas amizades, praticar esporte, enfim, vá aproveitar o restante da vida que Deus deu a você”, convidou.

 

Mais sobre os Jogos da Melhor Idade

O evento é uma realização da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul. No total, participaram atletas da melhor idade de 26 municípios com média de 400 desportistas acima de 60 anos, mostrando disposição e espírito esportivo.

 

Os Jogos da Melhor Idade continuam em novembro, a segunda etapa acontecerá no município de Campo Grande e as modalidades em disputa serão: atletismo, dama, dança de salão, dominó, natação, malha, sinuca, tênis de mesa, truco e xadrez.

 

O objetivo da competição estadual é proporcionar aos idosos diversos benefícios entre eles, o estímulo a prática esportiva, longevidade, auto estima, saúde física e mental, sociabilização, além de proporcionar aos atletas um intercâmbio cultural e atividades que prolongam e melhoram a qualidade de vida.






VEJA MAIS