• Paraíso17

Sala do Empreendedor de Nova Andradina ajuda microempreendedores a se formalizar

Cogecom / Imagens: João Cláudio/PMNA
14/03/2019 12h30

A forma mais utilizada atualmente, no País por àqueles empreendedores que pretendem sair da informalidade é a adesão a modalidade microempreendedor individual (MEI). Essa é uma modalidade de empresa que vem crescendo em Nova Andradina, e, consequentemente, gerando emprego e renda para as pessoas.

 

Hoje são 1514 MEIs ativas no município, sendo 1210 na prestação de serviços. A grande maioria tem atividades voltadas para construção civil, 304 no setor de comércio, sendo representado em mesmo teor por empresas relacionadas à venda de roupas, acessórios e a gastronomia.

 

Atenta a esse crescimento e ciente de seus resultados positivos, a Prefeitura mantém à disposição da população a Sala do Empreendedor, que funciona nas dependências da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Integrado (Semdi), no Paço Municipal. O foco principal é incentivar a regularização de pequenos negócios informais, além de orientar e capacitar os microempreendedores. 

 

Neste local, o governo disponibiliza serviços gratuitos como a abertura de empresas, emissão de boletos, solicitação de alvarás de funcionamento, solicitação online de inscrição estadual, baixa entre outros.

 

Sob a direção do servidor Silvano Côrrea Marques, somente no ano passado, 884 pessoas foram atendidas, o que resultou em mais de 2115 serviços prestados.

 

Para o secretário Hernandes Ortiz, Nova Andradina vem se destacando no apoio ao empreendedorismo, criando um ambiente favorável para o surgimento de novas empresas e também para o desenvolvimento daquelas já existentes. “Todos os serviços prestados são gratuitos. Temos uma parceria com o Sebrae e profissionais capacitados para ajudar o empreendedor a legalizar o seu negócio. É mais seguro e garante benefícios a quem vem trabalhando por conta própria, sem nenhum direito trabalhista”, analisa.

 

Regularização do seu negócio

Regularizar o seu pequeno negócio perante os órgãos competentes pode garantir direitos trabalhistas e algumas vantagens importantes ao microempreendedor individual como Auxilio doença, Auxilio Maternidade e Auxilio Reclusão, entre outros.

 

“Além de garantir impostos mais baratos, o empreendedor também tem a oportunidade de crescimento de vendas para outras empresas, tem direito a aposentadoria por idade, pode participar de licitações, emitir notas fiscais e tem facilidades no acesso ao crédito”, comenta o diretor.

 

O limite de faturamento bruto da MEI é de R$ 81.000,00 anual e poder ter apenas um funcionário.

 

Outros serviços

Sala do empreendedor atua externamente realizando palestras expondo os atendimentos realizados pela sala, palestras com temas variados sempre visando informar as pessoas que tem um pequeno negócio e trabalha na informalidade, ou aqueles que querem começar um negócio.

 

Em parceria com SEBRAE realizamos várias oficinas com os mais variados temas e seguimento com profissionais capacitados para cada área, moda e gastronomia foram os focos atendidos neste ano de 2018. 

 

Informe de faturamento do ano de 2018 – Prazo encerra em 31 de maio

A Sala do Empreendedor informa que o prazo para a apresentação Declaração Anual Simplificada (DASN-SIMEI), que informa todos os rendimentos que obteve com a empresa ao longo do ano de 2018, que é uma das obrigações dos proprietários de empresas MEI, se encerra no dia 31 de maio de 2019.

 

Para realizar a declaração, o empresário deverá comparecer a Sala do Empreendedor munido dos valores totais de faturamento do ano de 2018.  “Realizando este procedimento dentro do prazo não gera custos adicionais”, declara Silvano coordenador da Sala do Empreendedor.






VEJA MAIS