• Paraíso17

3ª Fase da Operação Pregão cumpre novos mandados de prisão e busca e apreensão em Dourados

Organização criminosa composta por agentes públicos, políticos e empresários
Da Redação / Imagens: Arquivo/MPE-MS/Divulgação
14/03/2019 10h15

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio da 16ª, 10ª e 17ª Promotorias de Justiça de Dourados, com apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e da Corregedoria-Geral da Polícia Civil, deflagrou a 3ª Fase da Operação Pregão nesta quinta-feira (14).

 

Leia também

|MPE e PC deflagram 2ª fase da ''Operação Pregão'' em Dourados

|''Operação Pregão'' cumpre mandados de prisão e busca e apreensão em Dourados

 

Na ocasião, foram cumpridos cinco mandados de prisão e oito mandados de busca e apreensão na capital e na cidade de Dourados, todos expedidos pelo Juiz de Direito Luiz Alberto de Moura Filho, da 1ª Vara Criminal de Dourados.

 

Entenda a Operação

A primeira fase foi deflagrada em outubro do ano passado, tendo por objetivo esclarecer a atuação de uma suposta organização criminosa composta por agentes públicos, políticos e empresários, visando à prática de diversos crimes, incluindo fraude em licitação, dispensa indevida de licitação, falsificação de documentos e advocacia administrativa, além do crime contra a ordem financeira e incidência na conduta da Lei Anticorrupção, sem prejuízo de outros, notadamente em razão de fraudes em licitações e contratos públicos, praticados, em tese, durante a atual gestão do município de Dourados, sendo que, em dezembro do mesmo ano,  foi realizada a segunda fase da Operação.

 

Operação Pregão

O nome da operação “Pregão” refere-se à modalidade de procedimento licitatório mais utilizada pelos investigados em sua atuação. Com MPE-MS






VEJA MAIS