• Paraíso17

Homem preso em Nova Andradina é um dos mortos encontrados na Penitenciária de Dourados

Judiclei Queiroz de Souza foi preso duas vezes por tráfico de drogas no ano passado
Da Redação / Imagens: Arquivo/Luis Gustavo/Jornal da Nova/11/2/2018
11/04/2019 11h45
Momento em que Judiclei Queiroz de Souza chegava na Delegacia de Nova Andradina / Imagens: Arquivo/Luis Gustavo/Jornal da Nova/11/2/2018

Judiclei Queiroz de Souza de 31 anos, preso em Nova Andradina no dia 12 de fevereiro de 2018, foi encontrado morto na Penitenciária Estadual de Dourados na quarta-feira (10). Horas antes, o detento Rodrigo de Souza Barbosa Pinto de 35 anos, também teve corpo localizado já sem vida em uma das celas. As informações são da rádio 94 FM.

 

Leia também

|Dois presos são encontrados mortos na Penitenciária de Dourados

 

Em 12 de fevereiro de 2018, Judiclei foi preso pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Nova Andradina, conduzindo veículo com quase três quilos de pasta base de cocaína escondidos sob o assoalho.

 

Colocado em liberdade na audiência de custódia, ele voltou a ser flagrado com entorpecentes em 17 de março daquele mesmo ano, quando novamente a PRF o deteve com pasta base de cocaína em um Hyundai HB20 abordado na BR-463, próximo à fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai.

 

Leia também

|Liberado em audiência de custódia, homem que foi preso em fevereiro em Nova Andradina, caiu de novo em Ponta Porã

|Homem é preso com tabletes de pasta base em Casa Verde

 

No primeiro caso, referente a Rodrigo, as autoridades policiais trabalham com a hipótese de morte natural, porque a vítima não aparenta sinais de agressão. Ele cumpria pena por crime praticado no ano de 2012 em Amambai, quando matou com um tiro no peito a própria esposa, Ana Paula Rodrigues de de 28 anos, e feriu o padrasto dela, Antônio Dias de Souza de 56 anos.

 

Leia também

|Homem é preso depois de matar esposa, atirar em sogro e roubar carro para fugir

 

Os dois casos não tem relação, um deles ainda está sendo investigado enquanto o outro suspeita-se que tenha morrido de causas naturais.

Rodrigo de Souza Barbosa Pinto estava preso por ter matado a própria esposa em 2012 -Foto: Arquivo/A Gazeta News






VEJA MAIS