• Paraíso17

PF combate o tráfico internacional de drogas na fronteira

Durante as investigações, foram apreendidos cerca de 861 kg de entorpecentes
Da Redação / Imagens: PF/Divulgação
14/05/2019 14h15

A Polícia Federal, com apoio operacional da Força Nacional, deflagrou nesta terça-feira (14) a “Operação Kratos”, que visa desarticular grupo criminoso atuante na prática dos crimes de tráfico internacional de drogas e lavagem de capitais.

 

Estão sendo cumpridos cinco mandados de prisão temporária e cinco mandados de busca e apreensão nas cidades de Ponta Porã e Aral Moreira, além do sequestro e indisponibilidade de bens móveis e imóveis, decretados pela Justiça Federal de Campo Grande.

 

Durante as investigações, que duraram pouco mais de um ano, foram apreendidos diversos carregamentos de cocaína e maconha, que totalizaram a quantia de 861 quilos de drogas. Os suspeitos realizavam a remessa dos entorpecentes a partir da fronteira Brasil/Paraguai para diversos estados do país, os quais eram transportados em compartimentos ocultos de automóveis e caminhões. Com os lucros obtidos da prática ilícita, eles adquiriam imóveis, veículos e estabelecimentos comerciais com o objetivo de tentar ocultar a origem ilícita dos valores.

 

No início desta semana, os agentes já atuavam em Ponta Porã e prenderam um traficante de 41 anos, foragido desde o ano de 2015. Ele é de Nova Esperança (PR), estava com documento falso.

 

A investigação apontou que este suspeito enviava carregamentos de cocaína para as regiões sul e sudeste do país, sendo que ele já havia sido procurado durante a operação Stinger. Desde então, era considerado foragido.

 

Durante o cumprimento dos mandados, também foram ao todo apreendidos 7 veículos com compartimentos para esconder ilícitos, 3 pistolas, R$ 10 mil, 16 celulares e munições. Os imóveis que foram alvos eram perto da rodoviária da cidade, sendo um deles uma residência de alto padrão e os outros imóveis utilizados para reuniões e depósito.

 

O nome da operação faz alusão ao personagem da mitologia grega conhecido como Deus da Guerra, referindo-se assim ao combate ao tráfico ilícito de entorpecentes.



Galeria de Imagens / Imagens: PF/Divulgação






VEJA MAIS