• Paraíso17

Manifestação em Batayporã marca luta contra violência sexual de crianças e adolescentes

Ascom/PMB / Imagens: PMB/Divulgação
20/05/2019 16h30

Uma manifestação realizada na Feira do Produtor Rural, com direito a panfletagem, orientações e apresentações culturais e musical da Banda 8K, marcou o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, celebrado no dia 18 de maio.

 

A iniciativa trouxe como ênfase a autoproteção de crianças e adolescentes contra o abuso e a exploração sexual, ressaltando a importância da denúncia e notificação dos casos de suspeita ou confirmação da violência sexual.

 

A mobilização encerrou um conjunto de ações realizadas durante esse mês com o objetivo de mobilizar a sociedade para o debate do tema. Encabeçada pela Comissão Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes (Comcex-Bata), as atividades contaram com a parceria da Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) para adolescentes –“Geração Jovem” e Conselho Tutelar; Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esportes e Lazer, e polícias Civil e Militar.

 

A campanha “Faça Bonito – Proteja Nossas Crianças e Adolescentes”, neste ano teve como tema “Seu corpo é seu maior tesouro”, e mobilizou centenas de crianças, pais e pessoas da comunidade por meio de palestras, panfletagens, entrevistas na rádio local, que puderam conhecer de forma mais profunda uma problemática enfrentada por muitas famílias.

 

Um exemplo foi na empresa ENGELMIG, em que os membros do Comcex-Bata estiveram orientando, informando e conscientizando os funcionários sobre os altos índices de violência acometidos contra crianças e adolescentes. Ação que teve boa receptividade por parte dos trabalhadores e representantes da empresa.

 

A presidente do Comcex-Bata, Jaqueline de Souza afirmou que a campanha superou as expectativas, tendo em vista que as ações foram bem planejadas, abrangendo pontos estratégicos e finalizada com resultados positivos. “Conseguimos chamar a atenção de um grande público, especialmente das famílias sobre a função primordial de proteção, como identificar o abuso, bem como a prevenção e tomada de medidas para cessar a prática abusiva, como o encorajamento em relação a denúncia para o Conselho Tutelar ou para o Disque 100”, afirmou.

 

Durante o ato na Feira do Produtor, a secretária Sônia Nantes foi convidada a falar sobre a temática e ressaltou que é preciso discutir a violação dos direitos das crianças e adolescentes todos os dias. “É responsabilidade de todos nós não sermos coniventes com a violação de direitos que sofrem as crianças. O cuidado com as crianças e adolescentes não é só do poder público, é, sim, de toda a sociedade. Precisamos ser agentes de transformação", frisou.

 

As ações de mobilização contaram ainda com o apoio da escola estadual Braz Sinigáglia, do Coral Educantar, Posto Tigrão, da professora de zumba Ilda de Almeida e do Grêmio Estudantil da escola estadual Jan Antonin Bata, que está engajado na luta sobre o enfrentamento ao abuso e exploração sexual.

 

“Agradecemos a todos que colaboraram com essa campanha, e de maneira especial a Banda 8k, que está na caminhada desde 2016, e contribuiu com o nosso ato na Feira do Produtor, e a empresa ENGELMIG, em nome do senhor Cicero, que nos abriu as portas para que pudéssemos levar informações de extrema importância para que os trabalhadores pautem a temática da violência e do abuso sexual contra as crianças e adolescentes”, enfatizou Jaqueline.



Galeria de Imagens / Imagens: PMB/Divulgação






VEJA MAIS