• Paraíso17

Conscientize-se. A depressão levou meu amigo

*Weverton William Dias
07/06/2019 13h45

Não aceitamos, nos negamos a acreditar quando recebemos uma triste notícia, principalmente quando a noticia é a morte de uma pessoa que admiramos, com o qual trocamos ideia, com quem fizemos planos e que já compartilhamos sonhos. Sim, planos e sonhos, estes que foram interrompidos por algo que se sente, mas não conseguimos explicar que sentimentos são esses, e de onde vem.

 

Não é frescura, não é preguiça e nem vagabundagem, é depressão, uma doença, “o mal do século’’ que pode levar as pessoas que amamos, e nos levarmos a ceifar a própria vida.

 

Podemos evitar esse mal que nos atinge identificando nossos pensamentos e filtrando os excessos de estímulos estressantes do dia a dia, intender como nossas mentes trabalham e deixa-las mais saneadas para que trabalhem para nós, devemos limpar nossas mentes para termos um clima pessoal mais agradável, para nós mesmos e a todos ao nosso redor, temos que eliminar todos os pensamentos inacabados e pensamentos repetitivos que tiram nossos sonos, é bom que aprendamos a aplicar as ferramentas da heulosofia – ciência do autoconhecimento, para controlar nossas ansiedades.

 

Meu amigo tirou a própria vida, eu não sei o motivo, talvez nem ele soubesse o por que. Ele um dia me falou que seu sonho era comprar uma camionete e viajar o mundo, fico triste pelo o mesmo não ter realizado seu sonho, mais triste fico em saber que só precisava de um ombro amigo, e eu não estava lá para ajudá-lo, meu amigo precisava de atenção, conversar e ser compreendido, não julgado.         

 

Que Deus conforte o coração dos familiares e amigos.

 

*Acadêmico de Direito da Universidade Brasil. Membro do Gedhu ( Grupo de Estudo dos Direitos Humanos).






VEJA MAIS