• Paraíso17

Iniciada a tão esperada obra da Capela Mortuária de Batayporã

As obras foram confirmadas pelo prefeito Jorge Takahashi em junho deste ano
Da Redação / Imagens: Divulgação
09/10/2019 08h30
Começou a obra da Capela Mortuária de Batayporã / Imagens: Divulgação

O Governo Municipal deu início às obras da tão esperada Capela Mortuária de Batayporã. A
construção do espaço, que trará mais conforto às famílias num momento tão triste da perda
de um ente querido, atende uma antiga reivindicação dos moradores.


As obras foram confirmadas pelo prefeito Jorge Takahashi em junho deste ano e estão sendo
coordenadas pela Secretaria Municipal de Obras, Desenvolvimento Econômico, Turismo e
Meio Ambiente (SODETA).


A Capela Mortuária terá 235,31 m² (metros quadrados) de área construída, sendo dividida em
duas células, o que irá possibilitar a realização de dois velórios ao mesmo tempo. O espaço irá
contar ainda com banheiros, cozinha e uma sala para depósito, e está sendo construído no
prolongamento da Avenida Antônia Espinosa Mustafá, próximo ao Cemitério Municipal.


Os trabalhos estão sendo executados pela empresa V. Borges Instaladora Eireli, vencedora do
processo licitatório, com recursos próprios obtidos com a indenização da Companhia
Energética de São Paulo (CESP). A previsão é de que a obra seja concluída no período de cinco
meses.


Nesta segunda-feira (7), o prefeito Jorge Takahashi visitou o canteiro de obras da Capela
Mortuária acompanhado do secretário de Obras, Desenvolvimento Econômico, Turismo e
Meio Ambiente, Sidney Olegário, para conferir de perto os primeiros passos da construção.


“A construção da Capela faz parte da política social da nossa administração, voltando às
atenções para a comodidade e conforto das famílias nos momentos mais difíceis. Mas,
principalmente, estamos honrando o compromisso que assumimos em campanha de oferecer
um local digno para as famílias, em especial àquelas que não têm condições de custear
despesas em capelas particulares”, afirmou o Chefe do Executivo.



Comunicar erro




VEJA MAIS