• Paraíso17

Contra o PCC, Gaeco cumpre 62 mandados em Mato Grosso do Sul e São Paulo

Operação tem 46 alvos de mandados de prisão e vai fazer buscas em 16 endereços
Da Redação / Imagens: Danielle Valentim/Arquivo
07/11/2019 09h06
Sede do Gaeco em Campo Grande, que comanda a força-tarefa / Imagens: Danielle Valentim/Arquivo

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) está nas ruas de Mato Grosso do Sul e São Paulo desde as 6h para cumprir 62 mandados judicias. A “Operação Comando Fechado” tem 46 alvos de mandados de prisão e vai fazer buscas em 16 endereços.

 

O órgão não divulgou qual o foco da operação, mas o “Campo Grande News” apurou que o PCC (Primeiro Comando da Capital) está na mira. Mandados devem ser cumpridos dentro de presídios do Estado.

 

O Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) dá apoio ao Gaeco.

 

Na mira

Em agosto, o PCC foi alvo de três operações, duas da PF (Polícia Federal) e uma do Gaeco. O objetivo era atingir o núcleo financeiro da facção criminosa. Na Operação Cravada, deflagrada pela PF no dia 6 daquele mês, um dos alvos estava preso na PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

 

No dia 9, policiais federais voltaram às ruas para cumprir 52 mandados de prisão, 48 de busca e apreensão e 45 de sequestro de valores e bloqueio de contas em Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

 

Na terceira operação em 10 dias, foi a vez do Gaeco cumprir 15 mandados de prisão contra suspeitos de integrar a organização criminosa. A ação fez parte de força-tarefa nacional articulada pelo GNCOC (Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas) que cumpre 300 mandados no País.

 

Em fevereiro, a Operação Yin-yang, também comandada pelo Gaeco de Mato Grosso do Sul, identificou 48 integrantes da facção dentro e fora dos presídios do Estado, no Paraná e no Rio Grande do Norte. Com Campo Grande News



Comunicar erro




VEJA MAIS