• Paraíso17

Prefeito de Taquarussu não acredita no avanço de projeto que pode extinguir municípios pequenos

Para o gestor, a extinção ou não de municípios deve ser analisada conforme cada realidade
Da Redação / Imagens: Jornal da Nova
08/11/2019 13h20
Prefeito Roberto Nem / Imagens: Jornal da Nova

Em entrevista ao Jornal da Nova, o prefeito de Taquarussu, Roberto Nem (PSDB), afirmou que não acredita no avanço do projeto de reforma administrativa, proposto pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), que prevê a extinção de municípios com menos de 5 mil habitantes.

 

Com a medida, Taquarussu seria um dos impactados. “Não acredito nessa hipótese. Não passará no Senado e nem na Câmara”, projetou Roberto Nem ao frisar que já manteve contato com a bancada federal de Mato Grosso do Sul.

 

Leia também

|Taquarussu, Novo Horizonte do Sul e Rio Negro não pagam 10% da própria despesa

|Com PEC do Pacto Federativo, Taquarussu, Novo Horizonte do Sul e mais três cidades de MS podem virar distritos

|Pacto federativo pode transferir até R$ 500 bi a estados e municípios

 

“Já conversei inclusive com a deputada federal Rose Modesto [PSDB] e, se depender do voto dela, não vai ser aprovado. Muitos outros deputados e senadores tem essa mesma visão”, acrescentou o prefeito.

 

Por outro lado, Nem ponderou que “há casos e casos”, mas defendeu que haja critérios. “Tem que ter critérios. Não tem como você pegar um município pequeno, lá de Minas Gerais, que tem 800 habitantes e querer estender isso para todo o Brasil”, opinou.

 

Para o gestor, a extinção ou não de municípios deve ser analisada conforme cada realidade e não simplesmente pelo número de habitantes. “O problema não é a quantidade de habitantes, é questão de gestão”, reforçou.

 

“Em Taquarussu, por exemplo, suprimos com todas as nossas contas, com os credores, temos dinheiro para pagar todos os servidores, o hospital está funcionando, a educação está funcionando, então não há motivos para que sejamos afetados com essa medida”, completou.

 

No entanto, mesmo convicto de que o Congresso irá barrar a proposta, Roberto Nem afirmou que tem mantido tratativas com outros prefeitos, para que manifestações e mobilizações sejam realizadas caso a proposta dê indícios de que irá avançar.

 

“Sou radicalmente contra e estamos todos mobilizados, principalmente por conta dessa falta de critério. No caso de Taquarussu, são 39 anos de emancipação político-administrativa, suprindo todas as necessidades da população, então não é o caso de ser extinto”, concluiu



Comunicar erro




VEJA MAIS