• posto 138
  • paraiso45

  • Farol10440
30/07/2013 19h41

Força Tática prende um dos maiores traficantes em Nova Andradina

Da Redação

Imagens: Jornal da Nova


- Foto : Jornal da Nova

Na tarde desta terça-feira (30), policiais militares da Força Tática de Nova Andradina, prendeu em flagrante por tráfico de drogas, Clenivaldo Silva de França de 37 anos, mais conhecido como “Creme”, com ele a polícia encontrou crack, dinheiro e aparelhos eletrônicos que possivelmente são usados como moeda de troca.

 

A prisão de Creme aconteceu na rua São Vicente de Paula, no bairro São Vicente de Paula, na conveniência “A Brasileirinha”, a qual Creme teria arrendado e usava o local para praticar a comercialização de drogas.

Os policiais já tinham informações de que no local era um ponto de venda de drogas, apurado pela reportagem do Jornal da Nova, a Justiça de Nova Andradina já havia expedido mandado de busca e apreensão no local no dia 3 de maio deste ano, na ocasião, os policiais militares não encontraram nada, diversas vezes os policiais abordavam pessoas suspeitas no local e nada era encontrado.

Nesta tarde de terça, os policiais chegaram ao local e encontraram vários adolescentes conhecido no meio policial por vários delitos e Creme estava na conveniência, durante a ação policial e vistorias, foram encontradas dentro de uma “camisinha” de isopor de colocar cerveja, 28 pedras de crack, todas embaladas prontas para a venda.

 

Ainda durante as vistorias, foram encontrados R$70,05 de moedas, R$22 reais em dinheiro, um GPS, uma impressora a laser, uma TV LG de 42 polegadas, dois aparelhos de som e um notebook da marca Positivo, que foi reconhecido por uma vítima de furto ocorrido nesta madrugada em uma loja de informática.

Diante do flagrante, Creme foi preso e encaminhado juntamente com o material para a Delegacia de Polícia Civil, onde a autoridade policial, autuou em flagrante por tráfico de drogas e outros delitos. Na hora que os policiais da Força Tática deram a voz de prisão em Creme, ele teria oferecido cerca de R$5 mil reais para não ser preso.

 

Para a polícia, Creme disse que vendia as paradinhas ao preço de R$20 reais e ainda disse que sabia que a polícia estava atrás dele, mas ele se esquivava vendendo as paradinhas mais caras, para não dar aglomeração e viciados “pé rapados”, o que despertaria mais a polícia.

Creme é apontado pela polícia como membro de uma facção criminosa, o PCC – Primeiro Comando da Capital e agia e organizava o crime em Nova Andradina, Creme já foi preso por tráfico de drogas em 2008 e autor de estelionato em julho de 2010.
 



veja também


  • agro e pesca364


PUBLICIDADE
  • quatro rodas318
  • Zona Azul10450
  • Sindicato11
  • concordia6
  • KLD Seguros10454
  • construcasa301
  • Galo Tintas68