PMA autua chacareiros por destruir 2 hectares de nascentes de córrego

Redação


Policiais Militares Ambientais (PMA) de Naviraí, em fiscalização nas propriedades rurais do município de Aral Moreira autuaram ontem (190 um pequeno produtor rural por destruir 2 hectares em uma área de nascentes e matas ciliares do córrego Ivaral, localizado na propriedade,sem autorização ambiental. A PMA verificou ainda a destruição de 0,2 hectares de uma área de várzea, que seria utilizada para a construção de tanques de piscicultura.

A degradação ambiental foi verificada na Chácara Boa Esperança, localizada próxima, à rodovia MS 165. Os policiais perceberam total desprezo com a conservação do solo nas áreas afetadas. O proprietário, residente na própria chácara foi autuado administrativamente e multado em R$ 10.000,00.

Em outra chácara, localizada no Distrito de Vila Marques, também em Aral Moreira, denominada Nossa Senhora Salete, a PMA verificou a degradação de área de preservação permanente para a construção de tanques de piscicultura. Houve a destruição de 0,2 hectares de uma várzea. O proprietário, residente no local foi autuado administrativamente e multado em R$ 5.000,00.

Ambos os autuados também responderão por crime ambiental de destruir área de preservação permanente. Se condenados por este crime, poderão pegar pena de 01 a 03 anos de detenção.

A PMA determinou a interdição das áreas, para proteção e recuperação. Os proprietários também foram notificados a apresentarem projeto de recuperação de área degradada (PRAD) junto aos órgãos ambientais, no prazo máximo de 30 dias.

As informações são da PMA
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!