Maioria dos brasileiros não quer deixar a Síria, diz ministro

Redação


O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, disse hoje (20) que poucos brasileiros entre os cerca de 3 mil que vivem na Síria querem deixar o país. “A maioria tem pequenos negócios, construiu sua vida na Síria e não tem a intenção de partir”, disse, ao acrescentar que eles têm dupla nacionalidade.

Até a noite de ontem (19), o Ministério das Relações Exteriores, o Itamaraty, mantinha um plano de retirada dos brasileiros da capital síria, Damasco, por via terrestre. Há uma estrada considerada de qualidade que interliga a cidade a Beirute, no Líbano. No entanto, depois de consultas verificou-se que a maior parte dos brasileiros era contrária à saída da Síria.

Porém, o chanceler acrescentou que os brasileiros interessados em deixar o país terão apoio do governo do Brasil. “Os que pedirem apoio para partir, nós daremos. Mas tem sido um número relativamente pequeno”, disse Patriota.

O ministro ressaltou também que conversou com o embaixador do Brasil na Síria, Edgard Casciano, e que ele e os funcionários que deixaram o país chegaram “bem” a Beirute nesta manhã. “Estamos zelando pela segurança do embaixador e dos funcionários”, destacou ele. “A capital Damasco está enfrentando cada vez mais violência nas ruas, inclusive na zona onde fica a Embaixada do Brasil.”

Agência Brasil

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!