Nova Andradina sedia encontro sobre Agricultura Familiar

Redação


Com o objetivo de avaliar as atividades realizadas através do contrato de chamada pública do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a Agraer reuniu nos dias 23 e 24 de julho, em Nova Andradina, agricultores familiares representantes de 10 municípios do Território da Cidadania do Vale do Ivinhema. O encontro aconteceu na unidade da UEMS e contou com a participação de 40 produtores representando os beneficiários provenientes dos grupos e de todos os municípios, proporcionalmente.

Através de metodologias participativas, buscou-se a construção conjunta da avaliação da ação de assistência técnica desenvolvida no período de pouco mais de um ano. Os dados e informações da avaliação final serão sistematizados, sendo elaborado um documento em meio físico e eletrônico.

Em Nova Andradina, 60 agricultores familiares provenientes de diversas localidades foram beneficiados, como é o caso dos Bairros São Bento e Laranjal, Casa Verde, Umbaracá e Três Linhas. Atualmente, 20 produtores do município aplicam as técnicas preconizadas pelo Projeto Balde Cheio MS, como correção da acidez do solo, adubação e rotação de pastagens e muitos estão iniciando a irrigação das pastagens cultivadas em sistema intensivo.

Além de produtores, participaram também técnicos da Agraer que estiveram à frente desse trabalho, e o coordenador regional Sandro Henrique Polloni.

O secretário municipal de Desenvolvimento Integrado, Fábio Maurício Selhorst, representando na ocasião o prefeito Gilberto Garcia, falou sobre a importância da assistência técnica para o aumento da produção e renda dos agricultores familiares.

Marco Antonio Georges, falando pelo MDA, abordou a importância da Assistência Técnica de Extensão Rural (ATER) para a segurança alimentar da população, valorizando a agricultura familiar diversificada, que produz alimentos saudáveis para as cidades e para o autoabastecimento das famílias, a geração de renda e o acesso à informação, que são fundamentais para o exercício da cidadania. “A política de ATER pode, por exemplo, estimular o potencial de produção para mercados locais, gerando circuitos mais curtos de produção e abastecimento, com vantagens para produtores”, destacou.

Durante pouco mais de um ano, cerca de 800 agricultores familiares, cuja atividade principal é a pecuária leiteira, foram beneficiados pelo Convênio MDA Vale do Ivinhema envolvendo assistência técnica e participação em uma série de ações, como visitas às propriedades para elaboração de diagnósticos, reuniões e dias de campo para discussões de temas afins e demonstrações de tecnologias voltadas para a produção leiteira. O encontro realizado em Nova Andradina faz parte das diversas atividades desenvolvidas no período.

Assessoria

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!