Delegados pedem reação contra a violência

Sindicato de delegados do Estado instalou outdoor sugerindo que a população faça queixas ao governador

Redação


Quem chega ou sai de São Paulo vai ver os outdoors de uma campanha lançada nesta quinta (02) pelo Sindpesp (Sindicado dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo), que tem como objetivo estimular a discussão e a busca de alternativas no combate ao crescimento da criminalidade em todo o estado.

Os primeiros quatro painéis já foram instalados, sendo dois na Rodovia Raposo Tavares e outros dois na Rodovia dos Imigrantes. A ação vai se estender às principais estradas que dão acesso à capital paulista.

O S.O.S. Segurança Pública deve criar polêmica, já que sugere à população reclamar do aumento da violência direto com governador Geraldo Alckmin, informando dois canais de contato dele, o endereço no Twitter, @geraldoalckmin, e um telefone do Palácio dos Bandeirantes (11) 2193-8344.

“Nós só reproduzimos os contatos que estão no site do governador”, afirma o presidente do sindicato, George Melão, que completa:

“Cobramos que essa escalada de violência não suba mais. Estamos dando a nossa cota de contribuição”.

A campanha conta na primeira etapa com vários outdoors e inserções comerciais de 30 segundos em emissoras de rádio do interior e da capital, que devem atingir a população de mais de 400 municípios. A frase que se destaca nos outdoors é “São Paulo não aguenta mais tanta violência”, mas palavras soltas citam crimes, como roubos e sequestros.

Uma segunda fase é planejada pelo sindicato, com palestras e passeatas para pedir paz.

Melão afirma que a campanha é financiada pelo Sindpesp e é a primeira que o órgão faz nesse sentido. “Pedimos várias vezes para falar com o governador e nunca fomos recebidos. Sabemos melhor do que qualquer um como a situação está caótica. Podemos ajudar a debater a questão”, diz.

Ele declara ainda que o governo não investe na Polícia Civil e enfatiza que a instituição sobrevive por estar inserida na Constituição Federal.

Procurada, a assessoria de comunicação do governador Geraldo Alckimin não quis comentar o assunto.

Diário SP
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!