Terremotos matam ao menos 180 pessoas no noroeste do Irã

Redação


Pelo menos 180 pessoas morreram e outras 1.300 ficaram feridas em consequência de dois fortes terremotos, de magnitude 6,2 e 6, que sacudiram neste sábado (11), o noroeste do Irã.

Segundo o diretor de Gestão de Emergências da província do Azerbaijão Oriental, Khalil Sai, as cidades mais afetadas pelos tremores são as de Ahar, Varzagam, Haris e Mehraban.

Em Varzagan, um gasoduto explodiu devido aos terremotos, segundo a "Isna", mas ainda não se sabe se houve vítimas. As autoridades locais indicaram que foram enviados equipes e material de resgate à área dos abalos sísmicos, a 60 quilômetros a nordeste da cidade de Tabriz, capital da província iraniana do Azerbaijão Oriental, na fronteira com o Azerbaijão e a Armênia. A estrada que liga Tabriz a Varzagan foi danificada e teve o tráfego cortado, e as equipes de resgate tiveram que utilizar caminhos alternativos.

Pelo menos quatro povoados da região estão incomunicáveis devido aos tremores. Segundo o Centro Sismológico do Irã, o primeiro tremor aconteceu às 9h23 (de Brasília) e sacudiu a cidade de Ahar, enquanto o segundo, ocorrido 11 minutos depois, foi sentido pela população de Varzagan, ambas na província do Azerbaijão Oriental.

A maior parte do território do Irã, incluindo a capital Teerã, de 14 milhões de habitantes, está em uma área de constantes movimentos telúricos, onde houve dezenas de milhares de mortos nas últimas décadas.

Estadão

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!