PM de Batayporã fecha local onde era praticado ‘rinha de galo’

Redação


Após uma denúncia anônima que chegou via 190 da Polícia Militar de Batayporã, onde estaria ocorrendo uma ‘rinha de galo’ na Vila Maria Gonçalves, a guarnição em serviço deslocou até ao endereço informado pelo denunciante, onde foi constatado a veracidades dos fatos.

A PM ao chegar ao local, flagrou Luiz Carlos Galvão Trindade de 33 anos, e Francisco Gomes do Nascimento de 55 anos, participando da rinha de galo, ainda os policiais encontraram várias aves no local, sendo que três, apresentavam maus tratos, dois estavam sem partes das penas, esporas quebradas e machucados pelo corpo, característicos de animais que participam de rinha, e o terceiro apresenta cegueira que segundo o próprio Luiz disse a polícia, que é proveniente de briga.

De acordo com a ocorrência policial, no local as aves eram acondicionados em pequenas gaiolas, não existindo viveiros adequados para abrigar as aves.

Os acusados e as aves foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis, ambos poderão responder pelo crime de praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados.


 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!