Cultivo do Eucalipto

Flavio Cardoso de Brito


O eucalipto é uma planta originaria da Austrália, atualmente existem cerca de 700 espécies. Essa planta foi introduzida no Brasil no ano de 1909. O eucalipto é uma fonte renovável, pois apresenta crescimento rápido e ajuda a preservar ou diminuir o corte de espécies nativas no Brasil. Ele é muito cobiçado pelas indústrias de celulose, carvão vegetal e madeira.

Existem algumas duvidas em relação ao plantio de eucalipto entre as pessoas, assim como, se tira a fertilidade do solo, se seca nascentes de rios, se causa erosão ou se ele acaba com a biodiversidade da região onde se pratica o cultivo.

Ao contrario do que muitos pensam o eucalipto não empobrece o solo, pois tudo o que ele tira do solo ele devolve após a colheita, através das folhas, galhos e cascos que caem no solo e que acabam virando matéria orgânica e ajudando no controle da erosão.

Em comparação com outros tipos de culturas o eucalipto absorve bem menos água que a cultura da cana-de-açúcar, de café, de soja ou de arroz, também se for comparado com uma mata nativa, o eucalipto absorve 5 vezes menos água que a mata atlântica.
Também é errado dizer que o eucalipto acaba com a biodiversidade do meio natural, pois se a um cuidado e respeito com reserva legal onde o cultivo é realizado.

Segundo pesquisadores o eucalipto ajuda a minimizar a poluição, pois ele absorve o carbono da atmosfera, contribuindo para a diminuição do aquecimento global e o efeito estufa.

Em visita técnica a uma das propriedades onde é realizado o cultivo de eucalipto na região de nosso município, Nova Andradina-MS, pude constatar que a empresa responsável pelo cultivo, se preocupa em manter toda a infraestrutura da fazenda, existe uma preocupação com a biodiversidade local, não constatei nenhum tipo de erosão naquele local e o solo é bem fértil. Em analise da propriedade constatei que onde as pastagens eram mais verdes era onde era feito o consorcio de floresta com pastagem, pois a atividade principal desta fazenda antes do cultivo do eucalipto era a pecuária.

Se fizermos uma comparação entre a cana e o eucalipto em nossa região, a cana onde se cultiva ela modifica toda infraestrutura da propriedade, como a retirada das cercas, currais e outras coisas. Já na plantação de eucalipto não a necessidade de modificar a infraestrutura da propriedade, havendo a possibilidade após a colheita do eucalipto de retornar a outra cultura que antes era realizada. Algumas pesquisas relatam que o eucalipto está causando degradações em nosso estado e que está virando uma monocultura, podemos dizer que a cultura do eucalipto ocupa apenas uma pequena porcentagem de espaço em Mato Grosso do Sul, ao contrario da cana que ocupa grandes áreas no nosso estado.

Na região de Nova Andradina não se vê mais cultivo de lavouras, apenas imensas áreas com plantios de cana. Na realidade está havendo um desequilíbrio de atividades, onde se há um investimento exagerado em um só tipo de cultura e se esquecem que no mercado econômico existem variações de oferta e demanda.
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!