Presa dupla suspeita de falsificar documentos e aplicar golpes

Redação


Estão presos desde essa terça-feira dois homens suspeitos de falsificar documentos e aplicar golpes no comércio de Campo Grande. De acordo com a Polícia Civil, Ricardo Vítor Carlieri, 44 anos, e Marcos Silva Rocha, 39 anos, iriam comprar até carro 0 quilômetro e motocicleta.

Ricardo, que confessa a prática, era quem falsificava documentos como identidades e holerites.Segundo a Polícia Civil, Marcos usava as identidades com foto dele e nome de outras pessoas e também era quem fazia as compras. Ele não quis falar com a imprensa.

Ricardo disse que um comparsa deles, de nome Milton, pegava documentos verdadeiros de passageiros de ônibus na região de Corumbá e encaminhava para ele. Com a documentação, Ricardo, que é técnico de informática, fazia os falsos com as fotos de Marcos.

Com os dados verdadeiros e identidades falsas, a dupla conseguiu diversos cartões- de bancos e de lojas - ,fez assinaturas de televisão, planos de celulares e também compras no comércio.

Eles usavam os limites dos cartões até ‘o último centavo’ e quando não havia mais crédito nem dinheiro, faziam compras com outro e assim por diante.

Marcos foi o primeiro a ser preso. Ele fez compras em um sacolão da Vila Carvalho e o comerciante desconfiou da fisonomia dele e acionou a Polícia. Marcos acabou preso e mais tarde foi para a prisão Ricardo. Ele foi encontrado em casa, na Vila Sobrinho.

Com Ricardo foi apreendida impressora, scaner, diversos documentos, 22 cartões com nomes diferentes e modelos de holerite para falsificação. Também foi apreendida uma televisão e produtos alimentícios.

A dupla foi presa horas antes de efetivar a compra de um Gol 0 quilômetro. Eles também já tinham verificado documentação para comprar uma motocicleta.

Em relação aos planos de celulares, eles adquiriam os que tinham valores mais altos para ganhar aparelhos modernos e revendiam os telefones.

Ricardo contou à imprensa que aplica os golpes desde o ano passado porque ficou sem dinheiro após a esposa ter morrido em acidente.

Conforme o delegado Natanael Balduíno, da 7ª delegacia de Polícia Civil, quem tiver sido vítima da dupla pode procurar a Polícia. Há suspeitas de mais envolvidos com o caso, além da pessoa citada por Ricardo.

A dupla foi autuada em flagrante por falsificação de documentos, falsidade ideológica e estelionato. Ricardo tinha uma passagem por estelionato e Marcos várias passagens por estelionato e falsidade ideológica.

Campo Grande News
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!