03 ex-presidentes da Câmara devem quase R$400 mil para a Prefeitura e respondem ações na Justiça

Redação


A Prefeitura de Itaporã está “lutando” na Justiça há mais de dez anos para receber de três ex-presidentes da Câmara Municipal uma dívida de quase R$ 400 mil.

O ex-vereador Valderi Freres de Araújo que atualmente é comerciante em Itaporã foi acionado na Justiça em 20 de novembro de 1999 a restituir aos cofres da Prefeitura a quantia de R$ 24.796,47 a título de devolução de salários pagos a mais.

Esta ação foi ajuizada pelo falecido prefeito Aryowaldo Maria Bento depois que Valderi foi condenado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O ex-presidente Célio Poveda também está respondendo processo na Justiça sendo que a Prefeitura quer a devolução de R$ 87.055,65 correspondentes a doações ilegais e pagamentos irregulares de publicações.

Este valor foi impugnado pelo Tribunal de Contas o que obrigou o então prefeito Aryowaldo a acionar a Justiça para que o ex-vereador Poveda ressarcisse o a Prefeitura.

O terceiro ex-presidente da Câmara que também deve para a Prefeitura de Itaporã é o ex-vereador Ademir Osvaldo Bigatão que deve ao município a quantia de R$ 260.316,09 relativa a compras não aprovadas pelo Tribunal de Contas.

Na tentativa de receber este dinheiro de Bigatão, o prefeito Marcos Pacco entrou com um processo na Justiça no dia 30 de junho de 2011.

Caso estes quase R$ 400 mil retornassem aos cofres do município a Prefeitura teria condições de investir em benefício da população, principalmente na área de saúde já que o Hospital Municipal Lourival Nascimento Silva necessita com urgência da implantação de uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e a aquisição de um aparelho de Raios-X.

Dourados News
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!