Dono de jornal, sobrinho de Fahd Jamil é executado em Ponta Porã

Redação


Duas pessoas foram executadas a tiros de fuzil na tarde desta quinta feira (04) na Avenida Brasil, em Ponta Porã.

De acordo com o site Campo Grande News, Luiz Henrique Georges, conhecido como Tulu, diretor do Jornal da Praça, o segurança do empresário, conhecido por Gordo Veras, e Ananias Durantes, estavam em uma Pajero quando foram surpreendidos por dois homens em uma Blazer, de cor preta. Um deles disparou vários tiros de fuzil contra as vítimas.

Tulu é sobrinho de Fahd Jamil, empresário que já foi apontado diversas vezes como chefe do crime organizado na região, mas permanece livre.

Luiz Henrique e Gordo Veras morreram no local. Ananias foi levado em estado grave para o hospital do município. O crime foi a 100 metros do local em que foi morto no dia 12 de fevereiro deste ano, o editor do Jornal da Praça, Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, 51 anos, conhecido como Paulo Rocaro.

Paulo conduzia um veículo Fiat Idea, que pertencia ao jornal, pela Avenida Brasil, quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta. Os disparos foram feitos com os dois veículos em movimento. A moto não tinha placas e a dupla usava capacete.

Os vidros do veículo estavam abertos e no corpo do jornalista foram encontradas nove perfurações de pistola 9mm. No Fiat Idea havia apenas duas. A arma é de uso restrito das Forças Armadas, mas, facilmente encontrada do outro lado da fronteira.
Um mês após o crime, um suspeito chegou a ser indiciado pela execução do jornalista Paulo Rocaro, porém o delegado responsável pelo caso, Odorico de Ribeiro de disse que o caso ainda não teve desfecho.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!