Polícia apreende R$ 1 milhão que seria usado para comprar votos


A Polícia Federal apreendeu na última terça-feira (02) mais de R$ 1,1 milhão dentro de um jatinho na cidade de Parauapebas, no Pará. Segundo reportagem do jornal O Globo, o dinheiro seria utilizado pelo PT para comprar votos para o candidato a prefeito José das Dores Couto, conhecido como Coutinho do PT.

A informação foi dada à Polícia Federal por Adnaldo Correia Braga, que era o encarregado de levar o dinheiro de Belém até Parauapebas e foi preso em flagrante, antes mesmo de o dinheiro chegar a seu destino final.

Segundo o delegado Antonio José Silva Carvalho, outro indício é a presença no aeroporto de Alex Pamplona Ohana, ex-secretário de saúde do município e coordenador da campanha do petista.

Ainda em seu depoimento, Adnaldo afirmou que estava fazendo um favor a seu primo, Kerniston Braga, funcionário da Prefeitura de Parauapebas. Segundo ele, seu parente, com medo de um possível assalto, pediu para que fosse acompanhado em uma agência de um banco onde pegaria uma grande quantia em dinheiro em Belém.

Na sequência, Kerniston pediu a Adnaldo que se encarregasse de conduzir o dinheiro até Parauapebas e que antes de embarcar recebeu ainda mais dinheiro, com o montante chegando a mais de R$ 1 milhão.

Para o delegado, o fato de a apreensão ter sido feita antes de o dinheiro ser entregue ao seu destinatário complica as investigações e dificulta o estabelecimento de crime eleitoral.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!