Mundo Novo teve disputa eleitoral apertada

Redação


Mato Grosso do Sul teve disputas acirradíssimas em pelo menos quatro municípios. Na mais dramática delas, em Mundo Novo, Humberto Amaducci, do PT, que já governou a cidade, voltou à prefeitura com diferença de apenas 19 votos para o candidato Toninho, do PMDB.

Em Mundo Novo, cidade que tem 13.249 eleitores, Humberto Amaducci foi eleito com 5.538 votos (50,09%). Enquanto Toninho, candidato apoiado pelo atual prefeito, Antônio Cavalcante, que também é do PMDB, obteve 5.519 votos (49,91% do total).

A conturbada disputa política em Mundo Novo já foi notícia nacional em outros tempos. Em 1999, a então prefeita da cidade, Dorcelina Forlador (PT) foi assassinada por motivos políticos. Na eleição seguinte, em 2000, Humberto Amaducci ganhou a disputa para a prefeitura.

A segunda disputa mais acirrada de Mato Grosso do Sul também foi entre PT e PMDB, e assim como em Mundo Novo, o PT também saiu vitorioso, só que com uma diferença de 23 votos. Com 2.512 votos (50,23%), Vanderley será o prefeito de Pedro Gomes. Ele superou a candidata governista, Dra. Maura, que obteve 2.489 votos (49,77%). Ela era apoiada pela atual prefeita, Maura Jajah (PMDB).

Em Sonora, Yuri, do PR, foi eleito com 4.071 votos (45,22%), enquanto o segundo colocado, Cleber do PT, teve 4.035 votos (44,82%). Diferença de 36 votos. Já em Vincentina, a diferença do primeiro colocado para o segundo foi de 77 votos. O candidato governista Hélio Sato, do PMDB, com 2.227 votos (50,88%), derrotou nas urnas Cleber da Silva, do PSL, que teve 2.150 votos (49.12%).

Correio do Estado
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!