Nova Andradina ganha equipamentos para Delegacia da Mulher

Primeira-dama Joana e Subsecretária Jozeli participam do ato de entrega

Assessoria


A Delegada titular da Delegacia de Atendimento à Mulher de Nova Andradina, Dra. Sílvia Nascimento, esteve em Campo Grande, neste dia 11, quando o Governador André Puccinelli entregou equipamentos e mobiliário para a delegacia.

Participando do pacto nacional de combate à violência contra a mulher, Nova Andradina está inserida no contexto estadual que age neste sentido, através da Subsecretaria de Políticas Públicas para a Mulher, que tem a titularidade da Sra. Jozeli Chuli.

As 26 gestoras estaduais do Pacto Nacional pelo Enfrentamento à Violência contra a Mulher que vai avaliar as ações da iniciativa em todo o País, estarão em Brasília, dando continuidade ao trabalho de promover políticas adequadas que visam a melhoria da condição de vida da mulher.

O Governador André Puccinelli elevou a antiga Coordenadoria de Políticas para a Mulher, em Subsecretaria da Mulher e da Promoção da Cidadania de Mato Grosso do Sul, continuando à frente do trabalho a advogada e especialista em Gênero e Políticas Públicas, Carla Stephanini e a coordenadora Especial de Políticas Públicas para Mulher, Tai Loschi. 

No período da tarde, de acordo com a Primeira Dama Joana D’Arc, em Campo Grande, foi realizada uma reunião onde as gestoras dos municípios de Mato Grosso do Sul estiveram discutindo a realização da 3ª Conferência Estadual de Políticas para as Mulheres.

Também foram debatidos os assuntos relacionados com a gestão do pacto e a elaboração de metas para os próximos quatro anos, bem como os critérios e papéis dos municípios pólos, consórcios municipais, territórios da cidadania e paz e da Câmara Técnica Estadual.

O pacto é uma iniciativa da SPM e tem como objetivo prevenir e enfrentar todas as formas de violência contra mulheres. O documento estabelece o desenvolvimento de um conjunto de ações, direcionadas para a consolidação da Política Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres e implementação da Lei Maria da Penha; o combate à exploração sexual e ao tráfico de mulheres; a promoção dos direitos sexuais e reprodutivos e enfrentamento à feminização da Aids e outras DSTs e a promoção dos direitos humanos das mulheres em situação de prisão.

Os 27 Estados brasileiros já assinaram os Acordos de Cooperação Federativa. Destes, 23 já contam com Organismos Estaduais de Políticas para as Mulheres e instalaram Câmaras Técnicas Estaduais.

Desde o lançamento do pacto em 2007, os serviços especializados da Rede de Atendimento à Mulher aumentaram. Atualmente, existem 932 serviços em funcionamento: 466 Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher; 190 Centros de Referência, 72 Casas-abrigo; 57 Defensorias Especializadas; 21 Promotorias Especializadas; 12 Serviços de Responsabilização e Educação do Agressor; 93 Juizados Especializados de Violência Doméstica e Familiar e Varas adaptadas e 21 Promotorias/Núcleos de Gênero no Ministério Público.

Para Jozeli Chulli, a participação da Delegada, da Primeira Dama e da própria Subsecretaria demonstra a preocupação do Prefeito Gilberto Garcia em ampliar as políticas relacionadas com o bem estar da mulher novandradinense, e “não temos medido esforços para que tudo o que seja feito, tenha a devida proporção da necessidade da mulher, em melhorar sua vida e a de sua família”, finalizou ela.

Nova Andradina estará então, a partir de agora, efetuando os esforços necessários para a realização da Conferência.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!