Felipão pega 2 jogos de suspensão e não comanda equipe no clássico

LancePress


O técnico Luiz Felipe Scolari foi punido por dois jogos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta segunda-feira, em razão da expulsão sofrida contra o Atlético-MG, pela 15ª rodada do Brasileiro. Em razão disso, ele não comandará o time no jogo contra o Corinthians, no próximo domingo, em Presidente Prudente.

O treinador compareceu ao julgamento, realizado no Rio de Janeiro, acompanhado do advogado do clube, André Sica, e a pena foi até menor do que a esperada inicialmente pelo departamento jurídico do clube.

Felipão havia sido enquadrado em três artigos: 243-D (incitar publicamente o ódio ou a violência), 243-F (ofender alguém em sua honra por fato relacionado ao desporto) e 258 (assumir conduta contrária à disciplina), mas foi absolvido nos dois primeiros, e punido no terceiro com a suspensão em duas partidas.

Assim, o técnico não poderá comandar o time do banco de reservas nas partidas contra Corinthians e Botafogo, ambas pelo nacional. Seu auxiliar-técnico Flávio Murtosa dirigirá o Palmeiras à beira do gramado já a partir do Dérbi, neste domingo. A pena não se aplica para a partida desta quinta-feira, contra o Vasco, pela Sul-Americana.

Na súmula da partida contra o Atlético-MG - vencida pelo Palmeiras por 3 a 2, o árbitro Sandro Meira Ricci acusou o técnico de ter incitado a violência e xingado o auxiliar Roberto Braatz com a expressão: "além de ser gaúcho, você é safado". Além disso, Felipão foi acusado de incitar a violência ao reclamar que o árbitro não marcava faltas, mandando seus jogadores "pegar" mais forte.

As punições máximas somadas - algo que nem era cogitado no Palestra Itália - seriam de 720 dias, mais 12 partidas de suspensão e multa de até R$ 200 mil.

  

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!