Operação flagrou 'gato' de energia em duas cidades

Redação


Na manhã do último dia (31), a equipe de policiais civis da Delegacia de Polícia Civil de Ivinhema, com o apoio dos peritos do Núcleo de Perícias de Nova Andradina e uma equipe de 35 servidores da Enersul, desencadeou a “operação apagão”, que ocorreram nas cidades de Ivinhema e Novo Horizonte do Sul, visando flagrar e punir os responsáveis por fraudes nos sistemas medidores de energia elétrica, os chamados "gatos".

A operação foi desencadeada por causa de números alarmantes de furto de energia apontados pela Enersul nas duas cidades, onde levantamentos indicaram que as perdas anuais chegam a R$ 6.259.000,00, num total de R$ 17.171 por dia.

Segundo a polícia, foram vistoriadas dez unidades consumidoras em Ivinhema, sendo que em todas foram constatadas irregularidades.

Em Novo Horizonte do Sul foram identificados três pontos com irregularidades.

Os responsáveis pelos locais identificados com indícios de fraude foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Ivinhema, onde foram autuados e indiciados pela prática do crime de furto de energia, sendo que caso sejam condenados podem pegar pena de até quatro anos de reclusão.

O Delegado de Polícia de Ivinhema, informou que as investigações irão continuar e que novas operações com o mesmo objetivo estão previstas até o final deste ano.
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!