Ex-prefeito de Campinas recorre contra cassação de mandato

Folha


O ex-prefeito de Campinas (93 km de SP) Hélio de Oliveira Santos, o Dr. Hélio (PDT), pediu na sexta-feira (26) à Justiça a anulação da sessão de julgamento que resultou em sua cassação, no último sábado.

O juiz Wagner Roby Gídaro negou liminar em benefício de Dr. Hélio, mas ainda irá analisar o mérito do recurso.

Por 32 votos a 1, a Câmara Municipal aprovou o seu impeachment por considerar que Dr. Hélio foi omisso diante de um suposto esquema de corrupção na cidade.

Segundo a Promotoria, a mulher dele, Rosely Nassim Santos, comandava esquema de cobrança de propina para direcionamento de licitações e liberação de alvarás.

De acordo com os advogados do prefeito cassado, não há nada que indicasse a participação dele no esquema. Sua mulher também nega.

A defesa questiona ainda a validade da sessão, realizada um dia após a veiculação de uma gravação em que um dos vereadores dá a entender que haveria negociação para votos favoráveis a Dr. Hélio.

Para os advogados, a gravação foi induzida e poderia constranger outros vereadores que estivessem dispostos a manter o prefeito no cargo.

No início da noite de ontem, o juiz Wagner Roby Gídaro negou liminar em benefício de Dr. Hélio, mas ainda irá analisar o mérito do recurso.

Empossado prefeito no lugar de Dr. Hélio, Demétrio Vilagra (PT), que também é investigado, recebeu ontem apoio do governo federal.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!