Proprietária rural é autuada em R$ 357,76 mil por desmatamento ilegal

Redação


A Polícia Militar Ambiental de Porto Murtinho e Bonito (MS), durante fiscalização ambiental nas propriedades rurais do município de Porto Murtinho (MS), autuaram na tarde desta sexta-feira (26), uma proprietária rural por desmatar 1.100 hectares de vegetação sem autorização ambiental.

Os policiais ambientais localizaram, na Fazenda Theomar III Miragem, máquinas de esteira com correntão de 60 metros, que desmatavam a vegetação. Nas leiras, os policiais encontraram árvores com até 40 centímetros de circunferência. Nenhuma árvore estava com documentação legal para ser derrubado, somente aproveitar o material caído.

Ainda no local, os policiais constataram ainda a queima de madeiras em diversas leiras que também estavam sem autorização. Havia ainda 1.400 lascas de madeira da espécie Aroeira e mais 1.000 lascas de Ipê, sendo a maior parte já instalada como cercas. Toda a madeira totalizou 71,17 m³ e foi apreendida, pois não havia autorização. Além disso, a aroeira não pode ser cortada, a não ser com autorização especial denominada plano de manejo.

Por todas as infrações administrativas, a proprietária da fazenda, residente em Campo Grande, recebeu uma multa de R$ 357.767,00. As atividades foram interditadas. Ela também responderá por crime ambiental. Se condenada, poderá pegar pena de três a seis meses de prisão, pelo desmatamento; de um a dois anos de reclusão pela exploração da madeira da espécie Aroeira. (colaboração Dourados Agora)

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!