Sistema energético de Dourados ganha mais de R$32 mi de investimentos

Da Redação


O recurso é fruto do programa de melhoria, permanente, que a Empresa Energética de Mato Grosso do Sul realiza para contribuir, cada vez mais, com o desenvolvimento econômico e sustentável dos municípios que fazem parte da sua área de concessão. São ao todo 74 que correspondem a 93% de todo o território do Estado. A exemplo do que foi feito em muitas outras cidades, tais como Campo Grande, Corumbá e Nova Andradina, esses investimentos contemplam agora, em Dourados, a construção de uma nova subestação para o município, a ampliação da capacidade de abastecimento em uma das três já existentes, obras de interligação para dar mais flexibilidade à capacidade de atendimento e a extensão e melhoria de alimentadores que são grandes redes que levam a energia para ser distribuída em todas as áreas de consumo.

Além de aumentar, expressivamente, a capacidade e o nível de qualidade do fornecimento da energia elétrica, essa nova etapa do programa de investimento, na maior cidade do interior de Mato Grosso do Sul, vai contribuir também com o aspecto urbano. Em determinados trechos, a Enersul vai realizar o trabalho de melhoria do sistema de distribuição substituindo parte da rede convencional por uma compacta e protegida. Essa estrutura tem mais harmonia com a arborização e ajuda a reduzir os riscos de desligamento, principalmente, em ocasiões de tempestades quando galhos tocam na fiação e podem provocar problemas que causam interrupções.

Outra ponto que merece destaque, nesse programa de investimento no sistema elétrico em Dourados, é o reforço na frota de manutenção. Já estão disponíveis para operação, nas redes da cidade, cinco novos caminhões de “linha viva”. São viaturas equipados com plataformas de elevação que substituem as escadas convencionais e ferramental com avançado sistema de proteção para garantir a plena segurança aos eletricistas na hora de uma intervenção numa rede ligada, inclusive de alta tensão.

Conforme a "Enersul", esses caminhões vão auxiliar a realização de serviços sem que o cliente perceba porque a energia não é desligada nas redes e subestações. A utilização dessa nova tecnologia, a exemplo de outros avanços que criam condições para eliminar etapas e otimizar procedimentos, só é possível com grandes investimentos, tanto em material como em mão de obra especializada. E é nessa direção que a Concessionária está seguindo. Em 2012 os programas de investimentos da Enersul somaram a expressiva cifra de R$ 127 milhões. Essa é uma prioridade que a Enersul atende para dar seqüência aos processos de melhoria contínua necessária ao mercado de energia em Mato Grosso do Sul que está com uma notável taxa de crescimento chegando até 9%.
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!