Integrante do PCC preso em Nova Andradina, é transferido para a Capital

Da Redação


Preso ontem dia 4, pela Polícia Civil de Nova Andradina, Valdecir dos Santos de 37 anos, mais conhecido por “Varda”, “Magrelo”, “Escobar”, “Cumpadinho” ou “Al Capone”, foi transferido no início da tarde desta quarta (5), escoltado pelo Garras – Grupo Armado de Resgate e Repressão a Assaltos e Sequestro, para a unidade do Garras em Campo Grande, onde será ouvido pelas autoridades daquela localidade e, em seguida será encaminhado a um presídio ficando a disposição da Justiça.
Prisão

Devido à frequente incidência de quadrilhas que atuam na região de Nova Andradina, principalmente na zona rural, onde assaltantes com uso de armas de fogo rendem e colocam suas vítimas em cárcere privado enquanto subtraem valores patrimoniais, especialmente armas de fogo e veículos, com preferência por caminhonetes de luxo, a Polícia Civil, através da 1ª Delegacia de Nova Andradina, vem desenvolvendo incessantes investigações no sentido de identificar a autoria de roubos qualificados por quadrilha armada e de alta periculosidade, o que culminou com a prisão de Valdecir.

A prisão foi realizada por policiais civis do SIG – Serviço de Investigações Gerais de Nova Andradina e da cidade de Ivinhema, na manhã de ontem durante operação realizada no bairro Jardim Imperial, região sul de Nova Andradina.

>>Leia também

Com 4 mandados de prisão, integrante do PCC é preso pela PC de Nova Andradina

Foram realizados levantamentos e constatado que ao menos um foragido da Justiça - integrante do PCC – Primeiro Comando da Capital que restava a ser preso do rol de 18 denunciados pelo MPE – Ministério Público local – por nome de Valdecir que dentro da facção criminosa estaria por trás dessa onde de crimes.

Com a operação deflagrada ontem os investigadores apreenderam com o procurado um revólver calibre 38 municiado e uma motocicleta Hornet/Honda 600 cilindradas, com placas de Guarulhos (SP). Além da prisão em flagrante pela posse de arma de fogo, em desfavor de Valdecir dos Santos pesavam quatro mandados de prisão.

Valdecir possui passagens pelos crimes de ameaça, lesão corporal dolosa, direção perigosa de veículo na via pública e por falsificação de selo ou sinal público, além de possuir 03 mandados de prisões em seu desfavor, sendo que um deles foi expedido no ano de 2011 quando da realização da Operação Mãos Dadas IV, sendo que na época foram cumpridos 17 mandados de prisões.

Levantamentos ainda continuam sendo realizados pelos policiais do SIG de Nova Andradina visando identificar os possíveis delitos praticados por Valdecir dos Santos, bem como para verificar a procedência da arma de fogo localizada em sua posse.


 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!