Polícia Ambiental fecha carvoaria ilegal

Da Redação


Policiais Militares Ambientais de Campo Grande realizavam fiscalização ontem à tarde nas propriedades rurais de Sidrolândia e autuaram um carvoeiro por falta de licença da atividade e do material lenhoso para fabricar o carvão. Os policiais localizaram o desmatamento há uma semana, porém, nunca encontrava ninguém na fazenda e nem na carvoaria para realizar as averiguações da legalidade. Ontem, localizaram o proprietário da carvoaria, que afirmou que o dono da fazenda havia desmatado e doado a madeira para ele fazer carvão e realizar a limpeza da propriedade. Na carvoaria que possuía 11 fornos foram apreendidos 8 m³ de madeira nativa e 8 m³ de carvão nativo, segundo informações da PMA.

As atividades foram interditadas e o carvoeiro foi autuado administrativamente e multado em R$ 5.500,00. Ele responderá por crime e poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

O dono da fazenda não foi localizado, por várias vezes em que os policiais foram ao local. No momento em que for identificado, e que se confirme a versão do carvoeiro, ele também será multado e responderá por crime e poderá pegar pena de três a seis meses de detenção. Será averiguado se o desmatamento possui licença ambiental. Caso não possua, o fazendeiro também será autuado por esta infração.


 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!