Câmara e Deputada Estadual intermediam reunião de Formandos com SED

Flávio Cardoso de Brito


Realizada nesta última sexta-feira (5), em Campo Grande na SED – Secretaria de Educação, a reunião aconteceu as 10h, sendo intermediada pela Câmara Municipal de Nova Andradina, através do presidente da câmara vereador Newton Luiz de Oliveira, vereadores Vicente Lichoti, Ricardo Lima e Quemuel de Alencar e pela deputada estadual Dione Hashioka.

A reunião teve como objetivo discutir as possibilidades de conciliar titulares similares ao Curso Técnico de Agronegócio, nomenclatura de curso que ainda não consta nos registros dos Conselhos Nacionais e Catálogo Nacional do Ministério do Trabalho Federal, sendo o curso reconhecido pelo MEC – Ministério de Educação e Conselho Estadual de Educação de Mato Grosso do Sul.

O represente da Comissão dos Alunos solicitou a Secretaria Estadual de Educação, Maria Nilene Badeca da Costa e Coordenadores Técnicos da SED, a possibilidade de reanalise do processo do curso no CREA/MS, com a autorização para que o conselho possa dar uma titular similar durante sua reavaliação, como a titular de Técnico de Cooperativismo.

Explica o representante dos alunos que os formandos vêm sendo prejudicados com o impasse da nomenclatura do curso e que eles vêm tentando conciliar medidas com o CREA/MS e SED, para que esses profissionais recebam uma titular similar, para que os mesmo não sejam prejudicados, já que uma vez formados e colado grau, os alunos não podem reingressar a sala de aula para eventuais correções na grade curricular.

O Presidente do CREA/MS – Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de MS Jary Castro foi representado pela Assessora Jurídica do CREA Ana Cristina, o conselho vem se demonstrando sensibilizado com a situação dos alunos, a assessoria jurídica explicou como funciona o processo de credenciamento dos cursos, sendo o conselho um órgão independente.

A deputada estadual Dione Hashioka diz que irá encaminhar uma indicação a Plenária Legislativa Federal, para que a profissão seja votada e encaminhada ao Ministério do Trabalho. Afirma a deputada que Mato Grosso do Sul é merecedor dessa nomenclatura, pois sua economia é baseada principalmente no Agronegócio.

A princípio a SED irá mandar um oficio para o CREA/MS, nesta segunda-feira (8), solicitando um novo pedido de reanalise do registro do curso, para que os alunos já formados possam ter a possibilidade de receber uma titular similar, onde os alunos concordam em unanimidade com a proposta.

O professor Acácio Luiz Sampaio, diretor local da Escola Estadual professora Nair Palácio de Souza, também se fez presente nesta reunião, já que a unidade é uma das ofertadoras do curso no Estado, e o mesmo demonstra – se preocupado com os formandos.

A SED faz o convite ao CREA para que em uma próxima oportunidade, os mesmos se reúnam e pedem as autoridades políticas que façam os tramites legislativo, para que o estado seja o pioneiro em ter a categoria registrada no Conselho.

A câmara municipal de vereadores de Nova Andradina está empenhada na regularização do curso, já que esses profissionais são de interesse do município.

Os alunos continuam em aguardo pela reanalise do registro, toda reunião foi gravada em áudio para comprovação dos argumentos citados e será entregue a Defensoria Publica que atualmente cuida do caso, para que as propostas sejam analisadas por meio jurídico.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!