Morre segundo manifestante que caiu de viaduto na Copa

Bol


O estudante Luiz Felipe Aniceto de Almeida de 22 anos, morreu na noite da última quinta-feira em função de fraturas múltiplas depois de cair de um viaduto em Belo Horizonte durante manifestações no período da Copa das Confederações.

A informação foi confirmada pelo Hospital João XXIII, na capital mineira, onde o estudante estava internado desde o último dia 22, data do jogo entre México e Japão, no Mineirão.

No mesmo dia, Brasil e Itália se enfrentavam na cidade de Salvador, no outro jogo do Grupo A.

Luiz Felipe Aniceto de Almeida foi o segundo jovem a morrer em função da queda do viaduto durante os protestos. Antes, Douglas Henrique de Oliveira Sousa, de 21 anos, não havia resistido depois de ter caído de um viaduto durante a manifestação que antecedeu o jogo entre Brasil e Uruguai.

Ele não sobreviveu a uma cirurgia depois de ter sofrido um trauma cranioencefálico com a queda.

O protesto no qual morreu Luiz Felipe saiu da praça Sete de Setembro e seguiu de forma pacífica pela avenida Presidente Antônio Carlos por cerca de nove quilômetros.

Quando o grupo chegou ao cruzamento com a Antônio Abrahão Caram, principal acesso ao estádio, houve o primeiro confronto.

O confronto foi provocado pelo grupo de vândalos, que usou pedras e garrafas para agredir os policiais, que responderam com bombas de efeito moral e balas de borracha.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!