Mais Médicos atende só 18% das cidades, diz balanço preliminar

Folha de S. Paulo


Resultado preliminar da primeira rodada de inscrições no Mais Médicos indica que 18% das cidades que pediram médicos ao governo federal poderão ser contempladas com profissionais brasileiros.

Dos 3.511 municípios inscritos no programa, 626 tiveram médicos nacionais designados pelo governo – depois do cruzamento entre cidades interessadas e municípios escolhidos pelos profissionais.

O primeiro cruzamento resultou em 1.753 médicos nacionais aptos a seguirem para os 626 municípios. O número final de médicos e cidades contemplados com o programa, porém, deve mudar.

Isso porque esses 1.753 médicos precisam confirmar o interesse na cidade a ele designada até sábado. Além disso, outros 507 médicos que não conseguiram as cidades pedidas podem fazer nova opção de posto até segunda.

Após essa finalização, será aberto aos médicos formados no exterior a escolha pelos municípios não escolhidos.

Mesmo preliminares, os números revelam uma diferença significativa com relação aos números totais de médicos e cidades inscritos.

Fizeram a pré-inscrição no Mais Médicos 18.450 médicos, quase 90% deles profissionais que hoje atuam no Brasil. O número inicial chegava a superar a demanda de médicos pelos municípios inscritos, de 15.460 médicos.

O resultado preliminar indica que serão contempladas com médicos 24 capitais (incluindo São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília), 159 regiões metropolitanas, 68 cidades da lista de municípios de maior vulnerabilidade social e 375 cidades com pelo menos 20% da população em situação de extrema pobreza.

Os Estados com mais médicos designados são Bahia (161), Minas Gerais (159), São Paulo (141), Ceará (138) e Goiás (117).
 

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!