Nova Andradina debate ações para alavancar APL Nova Costura

Da Assessoria


O prefeito Roberto Hashioka se reuniu nesta terça-feira (28) com representantes de diversos segmentos para debater ações de incentivo ao Arranjo Produtivo Local (APL) Pólo Nova Costura. Destaque no Estado, a iniciativa conta com o reconhecimento do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Estiveram presentes no encontro membros da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Serviço Social da Indústria (SESI), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) entre outros.

Acompanhado pelo secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Integrado, Márcio Costa, o prefeito explanou sobre o arranjo produtivo. “O APL é um projeto que nós iniciamos para fortalecer a confecção. Agora, mais uma vez nos colocamos à disposição para envidar esforços e alavancar novamente esta indústria”, afirmou Hashioka.

O gestor também destacou a presença do secretário adjunto da Seprotur, Paulo Engel, que representou a secretária de Estado, Tereza Cristina. A oficina contou ainda com a participação da gerente regional do Sebrae, Flávia Rosa, e do gerente regional do SESI, Guilherme Duarte Jafar.

De acordo com a representante do Sebrae, o encontro marcou o início de uma nova fase em prol do fortalecimento do APL Nova Costura. Além de definir ações sobre planejamento participativo, o evento contou com a assinatura do Acordo de Resultados, que estabelece prazos e as atribuições de todos envolvidos no processo.

Presente na assinatura do termo, o presidente do Sindicato das Empresas do Vestuário Industrial da Região Sul de Mato Grosso do Sul (Sinvesul), Gilson Lomba, destacou a participação de empreendedores da região no encontro, estimulando a parceria entre o Poder Público e o setor privado.


Apoio à industria

Aliada a estas ações, Roberto Hashioka pontuou a ampliação do Distrito Industrial como meio de fomentar outros setores da economia. “Quando o criamos, adquirimos cerca de 100 hectares. Já no ano passado adquirimos outros 21,33, ampliando os nossos investimentos e, consequentemente, gerando novos empregos”, acrescentou.

“Também sancionamos, recentemente, um projeto de nossa autoria para a isenção dos impostos Predial e Territorial Urbano [IPTU] e sobre Serviços de Qualquer Natureza [ISS] pelo prazo de 10 anos às empresas enquadradas no Programa de Desenvolvimento e Apoio à Industrialização, o Prodinan”, complementou.

Incentivo à capacitação

Roberto Hashioka reiterou ainda a implantação do Centro Integrado SESI Senai em Nova Andradina. O projeto foi confirmado pelo prefeito e pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado Mato Grosso do Sul (Fiems), Sérgio Longen. A previsão é de que os investimentos cheguem a mais de R$ 10 milhões.

A unidade deverá contar com cerca de quatro mil metros quadrados de área construída. O projeto inclui todos os serviços do Senai e se somará às atividades do SESI de Educação Continuada, Educação Básica, Saúde, Segurança do Trabalhador, Esporte e Lazer.

O prefeito comentou ainda sobre tratativas com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul (Fecomércio) para reforçar ações de capacitação com o apoio do Serviço Social do Comércio (SESC) e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!