Vereador articula CPI na câmara de Nova Andradina

Da Redação


O vereador Cido Pantanal (PHS) confirmou ao Jornal da Nova neste sábado (8), que pretende entrar com um requerimento com pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na câmara municipal de Nova Andradina, ele argumenta que há uma série de denúncias dentro da casa de leis que precisam ser apuradas.

Ainda segundo ele, já teria conversado com dois vereadores sobre o pedido e na próxima segunda iria conversar com os demais vereadores.

Para o Jornal da Nova, Cido não quis detalhar sobre quais denúncias, mas falou que no Ministério Público Estadual (MPE), existem nove denúncias “anônimas”, contra o vereador e presidente da câmara, Newton Luiz de Oliveira – Nenão, que inclusive já entregou suas defesas junto àquele órgão.

Em contato com alguns vereadores, o Jornal da Nova obteve a informação que a CPI até seria bom, para que documentos do “passado” viessem à tona para a sociedade saber mais sobre o que ocorria dentro da câmara.

Já o presidente da câmara se limitou a falar sobre a eventual CPI, mas deixou claro se realmente houver o requerimento, ele mesmo disse que assinará o pedido, “se for para ter, que se esclareça de vez todas as questões da gestão anterior, pagamos mais de R$120 mil reais de despesas que não eram de nossa gestão, já que é para ter CPI dentro da câmara que haja, mas não iremos mais segurar a “mala preta” de supostas falcatruas que a gestão anterior fazia dentro da câmara”, frisa Nenão.

O Jornal da Nova apurou que no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e no MPE, há vários documentos da gestão passada, sendo analisadas e apuradas se há ou não supostas irregularidades.

Para o vereador José dos Santos Correia – Zé Bugre, ele disse ao Jornal da Nova que abrir uma CPI nesta altura do campeonato sem argumentos é “fria”, para ele não há o que investigar, “isso só gera gasto, tanto de dinheiro quanto de tempo, eu não assino esse requerimento”, diz Zé Bugre ressaltando que o vereador Cido Pantanal teria procurado.

O vereador Robertinho Pereira também esta de acordo que abra uma CPI, “já que é para apurar fatos “anônimos”, que se apure, mas vamos trabalhar para que o povo saiba o que realmente acontecia dentro da casa de leis no passado”, finaliza Robertinho.

A reportagem tentou contato com os demais vereadores, mas alguns não atenderam e outros estavam com o celular na caixa postal.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!