Homem atropela e mata grávida durante racha


Uma mulher de 26 anos, grávida, morreu na noite de segunda-feira (11) em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre após ser atingida por um carro, que andava em alta velocidade. A polícia investiga o caso e acredita que um racha entre dois veículos motivou o acidente. A vítima dirigia uma moto perto das 22h.

De acordo com a polícia, um estudante de 19 anos de direito disputava corrida com outro motorista da mesma idade no bairro Jardim Algarve. A rua onde estavam é estreita e movimentada. Testemunhas relataram à polícia que os dois jovens estavam em alta velocidade e participavam de um racha no momento do acidente. A velocidade máxima permitida na rua é de 40 km/h.

Para o delegado Alexandre Fleck, a maneira com que os carros estavam dispostos indica a possibilidade de excesso de velocidade. “O fato, o modo como estavam dispostos o carro, e onde a vitima foi projetada, indicam que a velocidade seria bastante acima daquela que eles alegam que estavam trafegando”, explicou Fleck.

A vítima morreu no hospital da cidade. Os dois jovens serão levados na manhã desta terça-feira (11) ao Presídio Central de Porto Alegre. Eles foram presos por homicídio doloso, quando se assume o risco de matar. “Os dois serão responsabilizados, não só o que colidiu, porque ao iniciar o racha ambos estavam assumindo o risco de produzir um resultado danoso e no caso ocorreu a morte da vítima”, completou o delegado.

Segundo ele, a dupla não tinha se dado conta da gravidade do acidente quando chegou na delegacia. “Eles chegaram rindo. A gente recebeu relatos do hospital que eles estavam tranquilos, rindo, achando que a situação não era tão grave. No momento que perceberam que seriam presos em flagrante, a situação mudou um pouco”, pontuou Fleck.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!