Mesmo com alto índice de furto de motos, Comandante do 8º BPM recebe elogios

Da Redação, com PM


Comandante passando os elogios para a tropa - Foto: PM/Divulgação 

Aconteceu na capital do Estado no último dia (21), na Acadepol/MS (Academia de Polícia Civil) de Mato Grosso do Sul, a reunião com todos os Comandantes de Batalhões do Estado e Delegados de Polícia, para a Avaliação do Plano de Metas do Ano de 2013.

Nova Andradina, Dourados e Naviraí, receberam elogios do Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública por terem reduzidos, acima das metas, os índices de criminalidade.

E nesta quarta (26), o Ten Cel Givaldo Mendes de Oliveira reuniu-se com o efetivo lotado na sede do 8º Batalhão PM para repassar os resultados obtidos, bem como, para estender os elogios à tropa pelo bom desempenho no decorrer do ano de 2013.

Em 2013, a Delegacia de Polícia de Nova Andradina registou pouco mais de 80 furtos de veículos automotores, sendo que 99% foram furtos de motocicletas.

Deste resultado, cerca de 60 motos foram recuperadas pela polícia, outras ainda estão nas mãos dos marginais.

Ultimamente a população anda amedrontada, muitos estão com medo de sair de casa por causa dos roubos que ocorrem por grupo de pessoas, onde subtraem o que as vítimas carregam.

“Eu mesma tenho que gastar com moto táxi para sair da faculdade e ir para casa, não temos mais segurança nas ruas, minhas amigas quase todas já foram assaltadas na volta da faculdade”, diz uma estudante que gasta R$ 25 reais por semana com a condução, porque não tem segurança.

Levantamento feito pelo Jornal da Nova, Nova Andradina esta operando com duas viaturas, sendo que somente quatro policiais cuidam da cidade nas 24h, com cerca de 50 mil habitantes. Se tiverem três ocorrências simultâneas, a terceira terá que esperar até que se acabem as outras.

O quartel abandonado esta com boa parte das viaturas quebradas, e as que estão mais ou menos, não podem forçar senão os policiais ficam no meio do caminho, fora a falta de efetivo.

“Isso é falta de compromisso com a população, a segurança pública em Nova Andradina não existe, fomos assaltados mais de três vezes, é raro uma viatura passar aqui na frente”, diz o proprietário de um posto de combustível que já foi vítima de roubo por várias vezes.

Outro levantamento feito pela reportagem é que Nova Andradina deveria ter no mínimo 120 policiais, hoje, conta com pouco mais de 35 policiais, sendo que boa parte trabalha no administrativo.

>>Leia também

Oitavo Batalhão da PM de Nova Andradina recebe Base Móvel Comunitária

8º BPM recebendo a base comunitária - Foto: Jornal da Nova

A base comunitária que deveria estar nos bairros trabalhando em conjunto com a sociedade, fica estacionada dentro do quartel, só sai quando tem blitz. Na época, quando a base comunitária chegou em Nova Andradina, o comandante geral da PM, disse que Nova Andradina iria receber uma grande operação no combate ao crime organizado, onde segundo Carlos David, ele mesmo se fará presente na operação, “Nova Andradina esta no nosso calendário, iremos fortalecer mais a Polícia Militar nesta cidade, com essas viaturas, o policiamento comunitário tem o objetivo de promover a convivência pacífica em localidades identificadas como críticos, melhorando a integração das instituições de segurança pública com a comunidade local e reduzindo os índices de violência e criminalidade”, destacou o comandante geral no dia (20) de março de 2013.

O objetivo da base comunitária, de acordo com a filosofia de Polícia Comunitária, é a prevenção. Com a unidade que veio para Nova Andradina, a polícia pode estar mais próxima da comunidade e realizar o policiamento de acordo com as necessidades dos lideres comunitários ou do próprio Conselho Comunitário de Segurança.

O comandante local também ressaltou na época que a base comunitária tinha como compromisso a aproximação da PM com a população, “sei que a luta é árdua, mas estou a frente de uma missão e iremos cumprir e honrar o compromisso feito com o comando geral, esta base será importante para a área do 8ºBPM, iremos trabalhar mais próximo da comunidade, essas viaturas vão auxiliar no trabalho preventivo e ostensivo e serão destinadas ao trabalho comunitário sempre levando a filosofia da Polícia Militar”, pontua o comandante onde ainda disse que todos os bairros receberão a base móvel.

“Isso somente ficou nas palavras”, disse um líder comunitário, “pois nos bairros Argemiro Ortega e Bela Vista I e II, a base sequer passou por lá”, pontua ele.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!