Rio Acre volta a subir e ameaça capital do estado com enchente

Agência Brasil


O Rio Acre, que na última semana apresentou sinais de vazante, voltou a subir no Acre. Na última medição desta quinta (6), o nível era de 14,13 metros em Rio Branco, onde a cota de alerta é 14 metros.

Segundo o coordenador da Defesa Civil do Acre, coronel Carlos Gundim, a previsão de chuva para o mês de março no estado é 227 milímetros, mas choveu 181 milímetros em três dias e isso fez com que o rio subisse novamente de forma rápida. "Nossa preocupação é que ultrapasse a cota de 15,26, a máxima atingida nos últimos dias”, explicou.

No município de Assis Brasil, que fica mais próximo à nascente do Rio Acre, no Peru, o nível do rio subiu cerca de cinco metros em 24h, devido às chuvas na região, alcançando a cota de 11,48 metros às 21h desta quarta (5), mas já começou a vazar novamente e agora apresenta cota de 9,8 metros, segundo o coronel.

“A nossa preocupação maior é com Rio Branco. Está chovendo muito nessa região e estamos nos mobilizando para apoio à população”, disse o coronel Gundim, explicando que a situação deve se normalizar apenas em meados de abril.

Atualmente, uma das maiores demandas no Acre é o gás de cozinha. Segundo o governo do estado, duas balsas devem chegar de Manaus neste fim de semana, em viagem que dura cerca de 12 dias até Rio Branco. Uma delas está trazendo 450 toneladas de gás, enquanto a outra carrega 100 toneladas para abastecer a região do Juruá.

Segundo a assessoria, o governador Tião Viana está em Brasília participando de reuniões para tratar das cheias e de reparos de que a BR-364 precisará depois da enchente.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!