Neymar é alvo de insultos racistas após derrota

Bol


O elenco do Barcelona foi recebido com protestos na noite do último sábado após a derrota fora de casa para o Granada por 1 a 0, pelo Campeonato Espanhol. Poupado pela imprensa espanhola, o brasileiro Neymar não escapou da fúria da torcida e foi alvo de insultos racistas no retorno da delegação ao Camp Nou.

O incidente, registrado em vídeo publicado pelo jornal As, ocorreu na volta de viagem do elenco. Quando os jogadores desceram do ônibus na sede do clube, torcedores xingaram os atletas com gritos como "sem vergonha", "filhos da p..." e os acusaram de só pensar na Copa do Mundo. Quando Neymar saiu do veículo, o grupo imitou sons de macacos.

Na saída do Camp Nou, torcedores ainda abordaram os carros de alguns jogadores. O argentino Mascherano parou para conversar com eles, mas os demais saíram com os vidros levantados. Um dos carros, cujo motorista que não é possível identificar, arrancou sem dar chances de ser parado pelos torcedores.

Se o clima foi tenso no Camp Nou na noite de sábado, o mesmo não ocorreu no centro de treinamento do Barcelona na manhã deste domingo. Segundo o diário Sport, Neymar, Iniesta e Mascherano, assim como os lesionados Puyol, Piqué e Bartra, compareceram ao clube para treinar, apesar do técnico Gerardo Martino ter dado o dia de folga. A atividade não contou com a presença de torcedores.

Esse não foi o primeiro ato racista enfrentado por Neymar na Espanha. No fim de março, o atacante e o lateral Daniel Alves foram alvo da fúria da torcida do Espanyol, que recebia o Barcelona. Alguns torcedores adversários imitaram sons de macacos em direção aos atletas brasileiros e uma banana foi arremessada no gramado.

Pela seleção, Neymar também já passou por situação semelhante em março de 2011, em amistoso contra a Escócia, na Inglaterra. Um torcedor jogou uma casca de banana em direção a Neymar, mas não acertou. Um dia após o episódio, o camisa 11 descartou fazer queixa formal e tratou de deixar o incidente no passado.

"Se foi um escocês ou não, nós não podemos provar. Foi um caso isolado. A vida continua", disse Neymar na época. "Isto não deveria acontecer em lugar nenhum", completou. Na época, a CBF exigiu que a Federação Escocesa de Futebol investigasse o incidente em campo Mas a entidade descartou dar sequência ao assunto.

O Barcelona caiu para terceiro lugar e pode ficar quatro pontos atrás do Atlético de Madri, caso o líder vença o Getafe fora de casa neste domingo. Na última semana, o time catalão foi eliminado pelo mesmo Atlético de Madri na Liga dos Campeões da Europa.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!