Preso serra grades da cadeia pública de Batayporã e foge

Da Redação


Leandro Tavares Nunes de 22 anos, vulgo “Moleque Conquista” natural de Nova Andradina, fugiu da cadeia pública de Batayporã entre a noite deste domingo (20) e a madrugada desta segunda (21).

Para fugir, apurou o Jornal da Nova, Leandro teria serrado as grades da cela X1, em qual estava preso. Com ele, havia mais de 10 pessoas dentro da cela.


>>Leia também
Polícia Militar de Batayporã prende dupla por tráfico de drogas

Moleque Conquista foi preso na noite do dia (8) de março deste ano, em Batayporã, acusado de tráfico de drogas, juntamente com outro jovem.

Na última quinta-feira (17), houve um motim de presos na cadeia de Batayporã, onde alguns presos não estariam satisfeito com a refeição que estava sendo servida e jogaram toda a refeição na entrada de acesso as celas. Cadeados das grades das celas foram danificados, naquele dia ninguém havia fugido.

A cadeia pública de Batayporã esta em estado de calamidade, grades fracas e superlotada. Segundo um agente, a cadeia parece de “papelão”, pois se os presos quiserem fugir em massa, não há o que impeçam, pois no plantão fica somente um agente para cuidar do atendimento e dos presos.

O mesmo acontece com a cadeia de Nova Andradina, onde hoje, há 90 presos, sendo somente um agente para cuidar do plantão e dos presos.

>>Leia também
Preso serra grades da cela e foge da cadeia
Preso por tráfico de drogas foge da cadeia de Batayporã
Quatro presos fogem da cadeia pública de Batayporã, após serrarem grades

Em Batayporã, somente este ano, houve mais de seis fugas de presos, somente um preso, fugiu 3 vezes da cadeia. O Núcleo de Perícias esteve no local, um par de chinelo e 3 barras de ferro que foram serradas, foram periciadas.

Cobertura do Jornal da Nova

Quer ficar por dentro das principais notícias de Nova Andradina, região do Brasil e do mundo? Siga o Jornal da Nova nas redes sociais. Estamos no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Acompanhe!